Document details

Bem-estar subjectivo em crianças : relação entre os autorrelatos das crianças e os relatos dos pais e das mães

Author(s): Araújo, Ana Luísa Alves

Date: 2017

Persistent ID: http://hdl.handle.net/11067/3704

Origin: Lusíada - Repositório das Universidades Lusíada

Subject(s): Psicologia; Psicologia clínica; Bem-estar - Aspectos psicológicos; Avaliação psicológica; Teste Psicológico - Escala breve de satisfação com a vida (EBVS); este Psicológico - Escala Breve de Satisfação com o Suporte Social (EBSSS); Teste Psicológico - Escala de Tonalidade Emociona; Teste Psicológico - Escala breve de saúde mental (KIDSCREEN 10)


Description

Resumo: O Bem-Estar Subjetivo tem sido alvo de um crescente interesse para investigação em Psicologia. O estudo do Bem-Estar Subjetivo como um construto amplo e multidimensional, refere-se àquilo que as pessoas sentem e pensam sobre a sua própria vida, envolvendo respostas emocionais e domínios de satisfação. São poucas as investigações que procuram perceber a forma como os pais percecionam o bem-estar dos próprios filhos. Desta forma, a presente investigação visou avaliar o Bem-Estar Subjetivo autorrelatado pelas crianças, bem como a perceção dos pais e a perceção das mães sobre o Bem-Estar Subjetivo dos filhos. Participaram neste estudo 1482 crianças (739 raparigas e 741 rapazes) com idades compreendidas entre os 6 e os 12 anos e respetivos pais e mães. As diferentes componentes do Bem-Estar Subjetivo foram avaliadas, tendo em conta escalas de auto e hétero relato: Kidscreen 10, Escala de Tonalidade Emocional, Escala Breve de Satisfação com o Suporte Social e Escala Breve de Satisfação com a Vida. A recolha dos dados zelou pela salvaguarda da integridade psicológica dos alunos e respetivos pais e mães. Os principais resultados permitem-nos afirmar que existem diferenças significativas entre o Bem-Estar Subjetivo autorrelatado pelas crianças e os relatos dos pais e das mães relativamente ao Bem-Estar Subjetivo das crianças. Contudo, observou-se a existência de uma associação positiva entre os autorrelatos das crianças e a perceção dos pais e das mães sobre o Bem-Estar Subjetivo dos filhos. Verificou-se ainda um acordo entre o autorrelatos das crianças e a perceção dos pais e das mães sobre o Bem- Estar Subjetivo. Este estudo promoveu uma melhor compreensão do Bem-Estar Subjetivo das crianças Portuguesas assim como permitiu perceber de que forma tanto os pais como as mães percecionam o bem-estar dos seus filhos.

Abstract: The Subjective Well-Being has been the target of a growing interest for research in Psychology. The study of Subjective Well-Being as a broad, multidimensional construct, refers to what people feel and think about their own lives, involving emotional responses and domains of satisfaction. There are few investigations that seek to understand how parents perceive the well-being of their children. In this way, the present investigation aimed to evaluate the Subjective Well-Being self-reported by the children, as well as the father's and mother's perception of the Subjective Well-Being of their children. A total of 1482 children (739 girls and 741 boys) aged 6 to 12 years and their fathers and mothers participated in the study. The different components of Subjective Well-Being were evaluated, taking into account self-reported and straightforward scales: Kidscreen 10, Emotional Tone Scale, Brief Scale of Satisfaction with Social Support and Brief Scale of Satisfaction with Life. The collection of data ensured the safeguarding of the psychological integrity of students and their parents. The main results allow us to affirm that there are significant differences between the Subjective Well-Being self-reported by the children and the reports of the parents and the mothers regarding the Subjective Well-Being of the children. However, observed that there was a positive association between the children's self-reports and the parents and mothers perception of the subjective wellbeing of their children. There was also an agreement between the children's self-reports and the parents 'and mothers' perception of Subjective Well-Being. This study promoted a better understanding of the subjective well-being of Portuguese children, as well as showing how both fathers and mothers perceive the well-being of their children

Document Type Master thesis
Language Portuguese
Advisor(s) Moreira, Paulo Alexandre Soares
Contributor(s) Araújo, Ana Luísa Alves
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents

No related documents