Document details

A política externa norte-americana de George W. Bush a Barack Obama – uma continuidade na mudança

Author(s): Almendra, Sandra Cristina da Silva, 1971-

Date: 2014

Persistent ID: http://hdl.handle.net/11067/767

Origin: Lusíada - Repositório das Universidades Lusíada

Subject(s): Guerra contra o terrorismo, 2001-2009; Bush, George W., 1946- - Crítica e interpretação; Obama, Barack, 1961- - Crítica e interpretação; Estados Unidos - - Relações externas - - 2001-2009; Estados Unidos - Relações externas - 2009-


Description

Os ataques terroristas de 11 de setembro de 2001 abalaram o mundo e, em particular, os Estados Unidos da América. A administração republicana de George W. Bush, eleita há menos de um ano, reagiu através da elaboração de uma Estratégia de Segurança Nacional interventiva e inovadora, ao defender a luta contra o terrorismo global como primeiro objetivo de política externa, objetivo esse que seria conseguido através da guerra preventiva e das coligações flutuantes. Inicialmente, a administração norte-americana obteve o apoio da comunidade internacional, sobretudo, dos seus aliados europeus para a campanha de irradicação das causas do terrorismo, na qual a intervenção militar no Afeganistão estava integrada. No entanto, foi a partir da especificação do projeto norte-americano para a região do Médio Oriente, mais concretamente em relação ao projeto de democratização do Iraque, através de uma segunda intervenção militar, que a relação transatlântica se degradou, pelo facto de existirem visões diferentes quanto às características da ordem internacional que estava a ser construída desde os princípios da década de 1990. Este projeto de promoção da democracia seguiu a linha iniciada pelo Presidente Wilson e foi apoiado pelos setores mais conservadores da sociedade norte-americana. Com o desgaste de imagem dos Estados Unidos provocado pela divergência de opiniões o candidato democrata Barack Obama foi eleito, em 2008, envolto num clima de expetativa face a uma possível mudança na estratégia de política externa. No entanto, a alteração presidencial revelou-se mais próxima e continuadora da sua antecessora do que se previa inicialmente.

Tese de doutoramento em Relações Internacionais, Universidade Lusíada de Lisboa, 2014

Exame público realizado em 5 de Fevereiro de 2014

Document Type Doctoral thesis
Language Portuguese
Advisor(s) Daehnhardt, Patrícia Vitória Pichler Barreiros, 1967-
Contributor(s) Almendra, Sandra Cristina da Silva, 1971-
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents