Document details

Servidores de Deus e funcionários de César. O clero paroquial como "classe" socioprofissional (1882-1917)

Author(s): Pinto, Sérgio Filipe Ribeiro

Date: 2013

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10362/10821

Origin: Repositório Institucional da UNL

Subject(s): Clero paroquial; Liberalismo; Secularização; Separação; Pensões; Portugal (séculos XIX-XX)


Description

O processo de desconfessionalização do Estado foi acompanhado pela desfuncionarização do clero paroquial, o que implicou, para lá das questões de natureza política – partidária ou de regime –, a reformulação da identidade e das funções do pároco. A essa alteração correspondeu uma maior vontade de autonomia e liberdade de actuação eclesiástica nos domínios social e religioso, bem como a afirmação da autoridade episcopal no quadro da romanização, isto é, no sentido de uma articulação da Igreja Católica enquanto corpo autónomo da esfera do Estado e independente das influências partidárias na organização e orientação do clero. Esta dissertação analisa os discursos produzidos pelo clero paroquial, e as instituições por si protagonizadas, em torno de duas problemáticas fundamentais – a sua identidade e a sua sustentação – durante o processo de alteração do seu enquadramento institucional; ou seja, avalia as disputas internas em torno da passagem de uma condição dual – ministro da religião e funcionário civil – à unidade simbólica da sua condição religiosa.

TESE DE DOUTORAMENTO EM HISTÓRIA

Document Type Doctoral thesis
Language Portuguese
Advisor(s) Reis, António; Guasco, Maurilio
Contributor(s) Pinto, Sérgio Filipe Ribeiro
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents