Document details

Infecções sexualmente transmissíveis em utentes que recorrem à consulta de DST no Centro de Saúde da Lapa: relação entre conhecimentos, atitudes e práticas de prevenção e a prevalência de infecções sexualmente transmissíveis

Author(s): SILVA, Ana Filipa Abreu

Date: 2012

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10362/14027

Origin: Repositório Institucional da UNL

Subject(s): Centro de saúde da Lapa; Doenças sexualmente transmitidas; Consultas; Centros de saúde; IST; Conhecimentos; Atitudes e práticas sexuais


Description

As Infecções sexualmente transmissíveis possuem distribuição mundial e são um grave problema de saúde pública, com difícil controlo. Estas infecções apresentam-se como causa de mortalidade e morbilidade significativos e propiciam a transmissão do HIV. Assim, foi realizado um estudo quantitativo, descritivo, exploratório e não interventivo a partir de uma amostra não probabilística por conveniência de 556 utentes que recorreram à consulta do Centro de Saúde na Lapa no período de 1 de Fevereiro a 30 de Julho de 2011. Verificou-se que os utentes participantes no estudo são maioritariamente jovens, do género masculino e heterossexuais, detentores do ensino secundário ou superior, naturais de diversos países e residentes no concelho de Lisboa e Setúbal. Verificou-se ainda, que esta população apresenta bons conhecimentos, uma atitude de baixo risco para adquirir uma IST, uso inconsistente do preservativo e uma prevalência de infecção de 331 casos por cada 1.000 utentes. Concluiu-se, com este estudo, que os conhecimentos tendem a influenciar as atitudes, porém tanto as atitudes, como os conhecimentos não se associam estatisticamente com a prática de prevenção e a prevalência de ISTs. Apesar de em algumas situações, os utentes com menos conhecimentos ou com atitudes de maior risco, apresentarem maior percentagem de infecção. Desta forma, há que manter (no mínimo) o investimento que tem sido feito até ao momento. A criação de outras consultas com a mesma filosofia seria positiva e uma mais-valia para toda a comunidade.

The sexually transmissible infections have a world distribution and are a severe public health problem, difficult to control. These are significant mortality and morbidity causes and promote HIV transmission. Therefore, has been realized a quantitative, descriptive, exploratory and non-interventional study from a convenient non probabilistic sample of 556 patients that attended the appointment at Lapa’s Centro de Saúde from the 1st of February to the 30th of July of 2011. It has been verified that the sample is mostly young, masculine gender and heterosexual, have high school and college degrees, was born in different parts of the world and lives in Lisbon and Setubal districts. It has also been observed that this sample presents high knowledge, low risk attitude to contract STI, inconsistent use of condom and a prevalence of infection of 331 cases per each 1.000 patients. It has been concluded, from this study, that the knowledge tend to influence the attitudes, but the attitudes and knowledge are not statistically associated with prevention practice and prevalence of STIs. Although in some cases, the patients with less knowledge or with attitudes of greater risk present a larger percentage of infection. This way (at least), the investment that has been done so far must be kept. The creation of other appointment services with a similar philosophy would also be positive and an added value for all the community.

Document Type Master thesis
Language Portuguese
Advisor(s) TEODÓSIO, Rosa
Contributor(s) SILVA, Ana Filipa Abreu
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents

No related documents