Document details

Caracterização reológica de mastiques betuminosos

Author(s): Moreno, André Filipe Afonso Nabais

Date: 2015

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10362/15552

Origin: Repositório Institucional da UNL

Subject(s): Fíler; Mastique betuminoso; Mistura betuminosa; Ângulo de fase; Módulo complexo; Domínio/Área Científica::Engenharia e Tecnologia::Engenharia Civil; Domínio/Área Científica::Engenharia e Tecnologia::Engenharia Civil; Domínio/Área Científica::Engenharia e Tecnologia::Engenharia Civil


Description

A rede rodoviária desempenha um papel fundamental para o desenvolvimento de qualquer país. Atualmente em Portugal tem-se assistido a um aumento do investimento na reabilitação dos pavimentos rodoviários, usualmente recorrendo a colocação de misturas betuminosas. Constituído por uma parte mais fina do agregado e betume, o mastique é considerado o verdadeiro ligante da mistura betuminosa, uma vez que envolve e liga os agregados grossos, preenchendo deste modo os seus vazios. Assim, é essencial caracterizar o comportamento deste material devido à sua influência em diversas características da mistura betuminosa. O comportamento viscoelástico do mastique pode ser caraterizado por ensaios com imposição de uma força ou de um deslocamento. No presente trabalho foram realizados ensaios uniaxiais com aplicação de uma deformação uniaxial, quer em ensaios com aumento de comprimento do provete, como em ensaios com redução do comprimento. Foram utilizados dois tipos de betume, um betume puro e um betume modificado com polímeros. Para além destes, foram utilizados dois tipos de fíler diferentes, um pó de calcário e uma cal hidráulica. Com estes materiais fabricaram-se mastiques betuminosos com diferentes razões fíler/betume e foi avaliado o seu comportamento viscoelástico adaptando a norma EN 12697-26 (2004). Para cada mastique fez-se variar a temperatura, a frequência e a amplitude de deformação imposta. Para o tratamento dos resultados obtidos nos ensaios utilizou-se um método por regressão linear, para se obter os valores do módulo complexo e do ângulo de fase para cada mastique. Posteriormente, realizou-se o ajustamento dos resultados experimentais com um modelo mecânico 2S2P1D. Os resultados mostraram que o comportamento dos mastiques é influenciado pelo tipo de ensaio (com aumento ou com redução do comprimento), tipo de fíler e pela relação fíler/betume utilizada.

Document Type Master thesis
Language Portuguese
Advisor(s) Quaresma, Luís
Contributor(s) Moreno, André Filipe Afonso Nabais
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents

No related documents