Document details

Análise ergonómica de postos de trabalho com computadores

Author(s): Vilas, André da Silva

Date: 2016

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10362/18436

Origin: Repositório Institucional da UNL

Subject(s): Postos de trabalho com computadores; Análise ergonómica; Checklist; Método RULA; Domínio/Área Científica::Engenharia e Tecnologia::Engenharia Mecânica; Domínio/Área Científica::Engenharia e Tecnologia::Engenharia Mecânica; Domínio/Área Científica::Engenharia e Tecnologia::Engenharia Mecânica


Description

Os computadores, enquanto instrumentos de trabalho, fazem hoje parte da vida quotidiana de muitos trabalhadores, devido às suas funcionalidades e benefícios para as empresas. Da interação entre o utilizador e o computador podem resultar diversos problemas de saúde, nomeadamente lesões músculo-esqueléticas, perturbações do foro oftalmológico e problemas relacionados com stress. Estes problemas de saúde advêm da incorreta disposição dos equipamentos de trabalho, sedentarismo associado ao trabalho em computador, movimentos repetitivos, elevado grau de solicitação dos órgãos visuais, contexto ou conteúdo de trabalho entre outras situações. É neste quadro que se apresenta um estudo que tem como objetivo analisar situações com potencial para causarem nos trabalhadores de postos de trabalho com computadores problemas de saúde e segurança. Tendo em conta os objetivos deste trabalho, optou-se por um estudo de caso aplicado a uma amostra de 8 colaboradores da empresa Tintas Dyrup, numa abordagem que engloba o recurso a um questionário, uma checklist e ao método RULA (Rapid Upper Limb Assessment ou Avaliação Rápida dos Membros Superiores) adaptado para utilizadores de computadores. Os resultados obtidos no grupo da postura da checklist desenvolvida, indicam que todos os colaboradores analisados apresentam um score igual ou superior a 60%, após a formação/informação verificou-se a melhoria desse score para um valor igual ou superior a 73%. No caso do método RULA foram 7 os colaboradores que apresentaram melhorias na sua postura após a formação/informação, contudo em 2 desses colaboradores isso não se refletiu no seu score total. No que diz respeito à prevalência de sintomas de dor, incómodo ou desconforto físico durante o cumprimento de funções, aferimos que algumas das queixas prevalecem nas costas e na cabeça.

Document Type Master thesis
Language Portuguese
Advisor(s) Nunes, Isabel
Contributor(s) Vilas, André da Silva
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents

No related documents