Document details

A satisfação laboral dos enfermeiros da unidade hospitalar de Portimão - Centro Hospitalar do Algarve, perante o atual contexto de crise económica

Author(s): CARRUJO, Daniela Alves

Date: 2014

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10362/19128

Origin: Repositório Institucional da UNL

Subject(s): enfermeiros; satisfação laboral; crise económica.


Description

Introdução: Perante a atual crise económica portuguesa, existem cada vez mais, necessidades crescentes em saúde e, ao mesmo tempo, restrições financeiras que limitam o potencial dos serviços para fortalecer as infraestruturas e a força de trabalho necessárias. Os enfermeiros são os profissionais de saúde que mais próximo estão dos doentes, sendo crucial a satisfação e motivação destes, no trabalho. Contudo, dada a atual crise, os ambientes favoráveis à prática ficam em risco e cada vez mais, os enfermeiros deparam-se com cortes salariais, congelamento de contratações, sobrecarga de trabalho, não progressão na carreira, etc. As consequências da insatisfação laboral são graves, podendo comprometer a saúde e bem-estar destes profissionais e dos utentes. Assim, urge proceder a uma avaliação da satisfação laboral dos enfermeiros e identificar os fatores que a influenciam. Objetivos: O objetivo geral deste estudo é avaliar a satisfação laboral dos enfermeiros da Unidade Hospitalar de Portimão (Centro Hospitalar do Algarve), perante o atual contexto de crise económica. Material e Métodos: Trata-se de um estudo quantitativo, observacional, analítico e transversal. Foi utilizado um questionário como instrumento de recolha de dados aplicado a uma amostra aleatória simples de 155 enfermeiros da Unidade Hospitalar de Portimão, nos meses de Janeiro e Fevereiro de 2014. Realizou-se análise estatística descritiva e bivariada dos dados. Resultados: No geral, os enfermeiros apresentaram-se insatisfeitos no trabalho, nomeadamente com as dimensões “benefícios e recompensas” e “promoção”. Estavam mais satisfeitos com as dimensões “relacionamento com o chefe”, “contexto de trabalho” e “relacionamento com a equipa”. Não se verificaram relações entre a satisfação laboral e as variáveis demográficas dos enfermeiros. A categoria profissional, o tipo de contrato, a modalidade de horário e o trabalhar ou não noutro local estavam associadas com a satisfação laboral. Também as intenções de abandono mostraram estar associadas com a satisfação laboral. No entanto, após controlar para o efeito de potenciais fatores de confundimento, verificou-se que apenas a intenção de abandono do atual serviço se mantinha associada com a satisfação laboral. Conclusão: A insatisfação laboral sentida pelos enfermeiros deve-se principalmente, a fatores organizacionais, como os benefícios, recompensas e promoção, que tendem a agravar-se, dado o atual contexto de crise. Assim, é importante o desenho e a implementação de medidas promotoras da satisfação dos enfermeiros, por parte das organizações de saúde, no sentido de prevenir e combater a insatisfação laboral. A intenção de abandono do atual serviço foi a única variável que mostrou estar relacionada com a satisfação laboral. No entanto, acredita-se que esta não a explica, mas sim, o contrário. Assim, a realização de um estudo longitudinal seria importante para estudar esta causalidade. Também um estudo qualitativo ou misto poderia ajudar a explorar a insatisfação laboral sentida pelos enfermeiros, perante a crise económica e as alterações em termos de reorganização hospitalar, que o Centro Hospitalar do Algarve tem vindo a sofrer.

Introduction: Due to the current economic portuguese crisis, there are even more health needs and at the same time, financial constraints that limit the potential of services to strengthen infrastructure and workforce needed. Nurses are the health professionals that are closest to patients, so their satisfaction and motivations are crucial at work. However, due to the current crisis, positive practice environments are threatened and increasingly, nurses are faced with salary cuts, hiring freeze, work overload, no incentive for career progression, etc. The consequences of job dissatisfaction are serious, endangering the health and welfare of these professionals and patients. There is clearly an urgency to undertake an evaluation of nurses´ job satisfaction and to identify factors that influence it. Objectives: The goal of this study is to assess the nurses´ job satisfaction in Portimão Hospital Unit (Hospital Center of Algarve), during the current economic crisis. Material and Methods: This study is quantitative, observational, analytical and cross-sectional. A questionnaire was used as an instrument for data collection and applied to a simple random sample of 155 nurses of Portimão Hospital Unit, during January and February 2014. Descriptive statistics and bivariate analysis of data were used. Results: Overall, nurses were unhappy at work, particularly with the dimensions “benefits and rewards" and "promotion". They were more satisfied with the dimensions "relationship with the boss," "work context" and "relationship with the team". There was no relationship between job satisfaction and demographic variables of nurses. Professional category, type of contract, work schedule and work or not work in another location, were associated with job satisfaction. The intent to leave was also proved to be associated with job satisfaction. However, after controlling for the effect of potential confounding factors, it was found that only the intention to leave the current ward remained associated with job satisfaction. Conclusion: Job dissatisfaction felt by nurses is mainly due to organizational factors like benefits, rewards and promotion, with a tendency to worse due to the current crisis. So, it is important the design and implementation of measures promoting satisfaction, from health organizations, in order to prevent and end job dissatisfaction. The intention to leave the current ward was the only variable that was shown to be related to job satisfaction. However, it is believed that the first doesn´t explain the second, but the opposite does. Therefore, conducting a longitudinal study would be important to identify this causality. Also, a qualitative or mixed study could help explore job dissatisfaction felt by nurses, due to the economic crisis and changes in terms of hospital reorganization, that the Center Hospital of Algarve has been suffering.

Document Type Master thesis
Language Portuguese
Advisor(s) FRONTEIRA, Inês
Contributor(s) CARRUJO, Daniela Alves
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents

No related documents