Document details

Benchmarking de desempenho ambiental e melhores práticas de gestão no setor do comércio a retalho

Author(s): Sardinha, Jorge Carapeta

Date: 2016

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10362/20046

Origin: Repositório Institucional da UNL

Subject(s): Benchmark; Melhor(es) prática(s) de gestão ambiental (BEMP); Indicadores de desempenho ambiental; Documento de referência setorial (SRD); Global Reporting Initiative (GRI); EMAS; Domínio/Área Científica::Engenharia e Tecnologia::Engenharia do Ambiente; Domínio/Área Científica::Engenharia e Tecnologia::Engenharia do Ambiente; Domínio/Área Científica::Engenharia e Tecnologia::Engenharia do Ambiente


Description

Devido à sua importância económica, forte relevância ambiental e influência junto de produtores e consumidores, o setor do comércio a retalho foi identificado como prioritário pela Comissão Europeia para o desenvolvimento de um Documento de Referência Setorial (SRD) sobre as melhores práticas de gestão ambiental concebido no âmbito do Sistema Comunitário de Ecogestão e Auditoria (EMAS). A atividade da venda a retalho vai desde a produção, distribuição, embalagem, e armazenamento até ao ponto de venda, contribuindo para o aquecimento global, geração de resíduos, emissão de gases com efeito de estufa, ocupação de aterros e degradação da qualidade ambiental. É reconhecido na literatura que as organizações que encontrem soluções para estes desafios através das BEMP, poderão alcançar uma vantagem competitiva. A presente dissertação tem como objetivo a utilização de metodologias de benchmarking – de desempenho e processo no âmbito competitivo – com o objetivo de avaliar um conjunto selecionado de empresas do setor de comércio a retalho. Para tal, utilizam-se indicadores concebidos através da análise da informação do SRD, declarações ambientais e relatórios de sustentabilidade das empresas. A amostra selecionada é proveniente de duas fontes: base de dados do GRI (Global Reporting Initiative) e registo EMAS. A amostra GRI é constituída por 16 empresas e a EMAS por 6 empresas, as quais resultaram de critérios de seleção. Efetuou-se posteriormente uma análise crítica com o intuito de aprofundar a relação causal entre o desempenho ambiental e a adoção das melhores práticas de gestão ambiental. Os resultados demonstraram que a influência das Melhores Práticas de Gestão Ambiental (BEMP) no desempenho ambiental das empresas depende de 3 fatores principais: (1) Abrangência da implementação das práticas de gestão ambiental na organização, isto é, em que percentagem dos estabelecimentos é que se encontram implementadas as práticas de gestão ambiental; (2) Tempo de implementação, ou seja, o período de tempo entre a implementação e a divulgação dos resultados de desempenho ambiental; (3) Adoção de outras práticas de gestão ambiental que não constam no SRD. Verificou-se, também, que não foi possível estabelecer uma relação causal direta evidente na amostra selecionada entre a certificação ambiental e a melhoria do seu desempenho, apesar do carácter específico que este tipo de instrumentos possibilita relativamente ao setor. A melhoria da comunicação do desempenho ambiental por parte das organizações, permitiria melhorar a avaliação do desempenho através de processos de benchmarking. Recomenda-se ainda uma maior disseminação e adoção progressiva das BEMP, bem como a avaliação contínua das suas repercussões no desempenho ambiental das empresas do setor.

Document Type Master thesis
Language Portuguese
Advisor(s) Costa, Nuno
Contributor(s) Sardinha, Jorge Carapeta
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents

No related documents