Document details

"Se bem me quer João, suas obras o dirão": Aproximações ao conceito de Obras de Majestade de D. João V

Author(s): Neto, André Filipe Carvalho Gomes

Date: 2017

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10362/27773

Origin: Repositório Institucional da UNL

Subject(s): Obras de Majestade; Bibliotheca Lusitana; Vocabulário Português e Latino; História Genealógica da Casa Real Portuguesa; Aqueduto das Águas Livres; Corpus Christi; Palácio-Convento de Mafra; Águas Livres’ Aqueduct; Corpus Christi; Palace-Convent of Mafra; Works of Majesty; Domínio/Área Científica::Humanidades::História e Arqueologia; Domínio/Área Científica::Humanidades::História e Arqueologia; Domínio/Área Científica::Humanidades::História e Arqueologia


Description

A presente dissertação tem como objectivo a definição de um conceito: obras de majestade. Referenciado, porém sem definição teórica, tentamos no presente trabalho analisar alguns casos que permitam aferir o que compõe uma obra de majestade. Circunscrevendo-nos à cronologia do que pode ser lido como Barroco joanino, compreendendo o reinado de D. João V (1707-1750), inquirimos obras de diferentes tipologias, tentando identificar atributos que permitam estabelecer um conceito útil para a leitura deste tempo. Num percurso das Palavras aos Autores, da Casa à Rua, encontramos, como casos de estudo: o Vocabulário Portuguez e Latino (1712-1728) de Raphael Bluteau (1638-1734); a História Genealógica da Casa Real Portuguesa (1735-1748) de D. António Caetano de Sousa (1674-1759); e a Bibliotheca Lusitana (1741-1758) de Diogo Barbosa Machado (1682-1772). Paralela a essa preocupação com a produção académica, deparamo-nos com os restantes casos no espaço da cidade: o Aqueduto das Águas Livres (iniciado em 1713) e a Festa do Corpo de Deus (na reforma de 1719) constituem dois outros pontos de análise. Por último, abordamos o Palácio-Convento de Mafra (começado a construir em 1717), construção-síntese do conceito que aqui propomos.

The core of this masters’ dissertation is the definition of a concept: works of majesty [obras de majestade]. Although mentioned in some historiography but with no theoretical definition, we aim to analyse some cases that might help to establish what is obra de majestade. Our chronological framework comprehends what might be called as Barroco joanino, corresponding to João V’s reign (1707-1750). On a path that we trace from Words to Authors, from House to Street we use the following case studies: the Vocabulário Portuguez e Latino (1712-1728) written by Raphael Bluteau (1638-1734); the História Genealógica da Casa Real Portuguesa (1735-1748) composed by D. António Caetano de Sousa (1674-1759); and the Bibliotheca Lusitana (1741-1758) work of Diogo Barbosa Machado (1682-1772). Side by side with the importance of the academic world we find other cases on the city’s landscape: the Águas Livres’ Aqueduct (started in 1713) and the The Feast of Corpus Christi (and its reformation in 1719). Lastly we consider the Palace-Convent of Mafra (started in 1717), work that somehow sintetises the concept we have worked on.

Document Type Master thesis
Language Portuguese
Advisor(s) Senos, Nuno; Gouveia, António Camões
Contributor(s) Neto, André Filipe Carvalho Gomes
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents

No related documents