Document details

Criador e Criatura: o papel das tecnologias da informação e comunicação no novo contexto das tecnologias emergentes

Author(s): Alves, Artur Jorge de Matos

Date: 2009

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10362/5879

Origin: Repositório Institucional da UNL

Subject(s): NBIC; TIC; Filosofia da tecnologia; Colonização; Tecno-utopia; Pós-humanismo; Convivialidade


Description

Procurar-se-á responder à questão seguinte: qual o papel das novas tecnologias da informação e comunicação no contexto criado pelas tecnologias emergentes? Este questionamento vai de encontro ao objectivo de compreender a importância das TIC na experiência tecnológica contemporânea, enquadrando-a numa abordagem dos estudos sobre ciência, tecnologia e sociedade que possa integrar coerentemente os novos conhecimentos sobre a percepção, representação e cognição. Surge, aqui, uma questão secundária relevante, relativa à confrontação destas novas perspectivas de criação de sistemas híbridos com as tradições e conceptualizações que dizem respeito às sucessivas tecnologias e que abundam na divulgação e futurologia científicas: como se pode conceber esta evolução do ponto de vista de uma filosofia da tecnologia? E como se expressa esta através das tecno-utopias? Existe uma continuidade ou um corte fundamental entre as formas tecnológicas e as tecno-utopias do presente e as do passado? Este questionamento está relacionado com a envolvente tecnológica já instalada, mas sobretudo com as suas reconfigurações, que se anunciam como hipótese de futuro ou imagem ficcional: poderão as novas tecnologias reconstruir toda a sociedade e sistema político, sob os signos da racionalidade geral e do pós-humanismo? Poderá o ser humano ser regido por sistemas maquínicos ultra-eficientes, como aponta alguma ficção científica? Partindo do princípio que a crise, ou pelo menos a invocação de uma crise das instituições políticas e sociais, é um dado adquirido, de que promessas ou riscos são as novas tecnologias emergentes portadoras? Em especial, qual o papel das TIC neste processo? Propõe-se uma compreensão das tecnologias da comunicação e informação no seu papel de espelho e motor das aspirações humanas para a Humanidade e a sociedade. Uma vez que esta problemática se situa no cruzamento de diversas questões, será necessário um estudo prévio da sua genealogia múltipla, do conhecimento científico e técnico das TIC e das NBIC, da própria ideia de interacção e comunicação e, paralelamente, as perspectivas da filosofia da tecnologia sobre estas mutações, analisando as possíveis repercussões e novos questionamentos na área político-social que a emergência destes fenómenos pode trazer. Defende-se, no contexto da democracia, um agenciamento convivial das tecnologias, e das TIC em particular, cujos efeitos permitiriam um alargamento do espaço de discussão sobre estas. Esta praxis equivale à construção/instituição de uma relação mais próxima da maioridade com as TIC (e outras tecnologias, potencialmente), mas também a uma nova compreensão do papel público destas e das tecnologias emergentes. A este respeito, ganha especial importância a reflexão ético-filosófica sobre os efeitos da colonização do ser humano pelas NBIC e da sujeição – ou enquadramento – do mundo natural e social às determinações da tecnicidade.

Dissertação apresentada para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Doutor em Ciências da Comunicação

Document Type Master thesis
Language Portuguese
Contributor(s) Alves, Artur Jorge de Matos
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents

No related documents