Document details

Fatalidade e política. Poética do trágico e constituição política do Ocidente

Author(s): Parreira, Francisco Luís de Oliveira

Date: 2012

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10362/8088

Origin: Repositório Institucional da UNL

Subject(s): Heidegger; Platão; Aristóteles; Maquiavel; Hobbes; Shakespeare; Hegel


Description

um legado clássico, reiterado e ampliado na época moderna, que o "político" não se confunda com o espaço da política e do Estado, do qual foi separado e isolado, e de que ambos se instituem numa reciprocidade de negação. É no quadro desta restrição negativa que tem lugar a questão do acesso adequado ao espaço da política. Neste contexto, a superação desta cisão e a restauração de um sentido do "político" pressupôs, pelo menos naqueles pensadores que não a negaram, a recuperação de uma relação fundacional do político. A presente dissertação pretende avaliar de que modo e em que termos essa recuperação se mostrou intimamente envolvida com uma teoria do trágico e da tragédia e de que modo, nesse contexto, a conceptologia trágica impregnou espontaneamente o pensamento e, por intermédio dele, a prática política. Analisando conceitos de domínio trágico, como os de destino e reconhecimento, à luz da sua abertura política, a presente dissertação argumenta, no seu todo, em favor de uma relação persistente entre formas históricas de crise de representação do político e reemergências históricas de pensamento trágico.

Tese de Doutoramento em Ciências da Comunicação

Document Type Doctoral thesis
Language Portuguese
Contributor(s) Parreira, Francisco Luís de Oliveira
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents

No related documents