Document details

Estilos parentais, saúde e bem-estar dos adolescentes cabo-verdianos

Author(s): Santos, Antonita Carmelita de Miranda

Date: 2010

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10400.1/5607

Origin: Sapientia - Universidade do Algarve

Subject(s): Adolescentes - Cabo Verde; Bem estar; Relação entre pais e filhos


Description

Com o presente estudo pretendeu-se conhecer as relações entre o estilo parental a saúde e o bem-estar nos adolescentes Cabo-verdianos. Trata-se de um estudo de natureza observacional, descritivo e transversal. Foi utilizada uma amostra, não probabilística, constituída por 236 adolescentes de ambos os sexos, com idades compreendidas entre os 14 e os 18 anos. Como instrumento de recolha de dados utilizou-se o KIDSCREEN 52 para aferir a auto-percepção do nível de bem-estar e saúde dos adolescentes Cabo-verdianos e a Escala de Estilos de Socializaçión Parental en la Adolescencia (ESPA29) para conhecer o estilo parental adoptado pelos pais segundo a perspectiva dos filhos. O estudo permitiu concluir que os filhos de famílias biparentais não referem, de um modo geral, melhor qualidade de vida, do que os filhos de famílias monoparentais. O que mais influencia a percepção de Qualidade de Vida Relacionada com a Saúde (QVRS) dos adolescentes Cabo-verdianos é a situação profissional do pai e da mãe: estar empregado. Os estilos parentais do pai e da mãe são percepcionados como semelhantes e são independentes do facto da família ser mono ou biparental. A percepção da QVRS dos adolescentes está relacionada com o estilo “Aceitação / Implicação” no caso do pai e, no que se refere à mãe relacionada tanto com estilo “Aceitação / Implicação” como com o estilo “Coerção / Imposição”.

Document Type Master thesis
Language Portuguese
Advisor(s) Nunes, Cristina
Contributor(s) Santos, Antonita Carmelita de Miranda
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents

No related documents