Document details

Os efeitos do treino de natação no arrasto hidrodinâmico activo: avaliação do efeito de oito semanas de treino no arrasto hidrodinâmico activo em jovens nadadores, estudo de caso em nadadores infantis

Author(s): Figueiredo, Maria Catarina de Sá

Date: 2010

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10400.6/1936

Origin: uBibliorum

Subject(s): Arrasto hidrodinâmico; Natação; Treino desportivo


Description

A força de arrasto hidrodinâmico (D) que se opõe ao deslocamento do nadador tem sido alvo de estudo em natação pura desportiva (NPD), como forma de compreender o factor limitativo de D durante o nado, podendo ser determinada através de duas grandes categorias: arrasto passivo (Dp) e arrasto activo (Da). O objectivo deste estudo consistiu em avaliar a influência de oito semanas de treino no Da, em nadadores Infantis de ambos os sexos.Participaram no estudo 20 nadadores do escalão de Infantis, 8 do sexo feminino e 12 do sexo masculino. O Da foi determinado em dois momentos diferentes: no inicio da época e após 8 semanas de treino. A velocidade máxima alcançada em 13m de nado puro, o Da e o coeficiente de arrasto activo (CDa) foram determinados através do método descrito por Kolmogorov e Duplishcheva (1992), designado por técnica do corpo hidrodinâmico adicional ou método de perturbação da velocidade, sendo baseado no princípio da conservação da potência mecânica propulsiva máxima do nadador. Os resultados obtidos permitiram concluir que: i) a velocidade aumentou nas raparigas e nos rapazes; ii) o Da e o CDa diminuíram nas raparigas e nos rapazes, contudo não foram encontradas diferenças significativas. Assim, 8 semanas de treino podem não ser suficientes para uma melhoria significativa da técnica de nado, neste universo de nadadores.

Document Type Master thesis
Language Portuguese
Contributor(s) Figueiredo, Maria Catarina de Sá
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents

No related documents