Document details

Qualidade de vida sexual na menopausa

Author(s): Baltazar, Carla Alexandra Ferrão

Date: 2011

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10400.6/2740

Origin: uBibliorum

Subject(s): Menopausa; Sexualidade


Description

A Qualidade de Vida Sexual é um termo habitualmente usado, para abranger aspectos relacionados com a ausência ou presença de problemas sexuais, satisfação e bem-estar sexual, sendo esta bastante subjectiva. Neste sentido, é fundamental rememorar que a presença de problemas sexuais não é, de todo sinónimo de má qualidade de vida sexual. Na verdade, a sexualidade na menopausa inclui, igualmente, sexo, relaxamento, comunicação e intimidade partilhada entre o casal, como em qualquer outra etapa da vida. Deste modo, A vida sexual existe e persiste “viva”, até alcançar níveis de idade mais avançados. Aqui, o que se altera é somente a frequência dos desejos e a actividade sexual. Sendo assim, a Menopausa amá-la ou detestá-la? Esta afecta todas as mulheres em todo o mundo, apesar das atitudes em relação à menopausa variarem entre dissemelhantes culturas, em algumas a menopausa tem uma conotação negativa, ou seja, marca o fim da fertilidade e o início de uma condição debilitante, quando comparada com as jovens, férteis, mulheres bonitas. Todavia, noutras culturas a menopausa é celebrada como o fim das impurezas mensais e delimitações de tabus, com início de uma era de maturidade, sabedoria e liberdade. Relativamente ao tema central da investigação e, tendo em conta a avaliação da qualidade de vida sexual na menopausa (n=108) através do questionário da qualidade de vida sexual (SQoL-F), os resultados obtidos revelaram que as mulheres na meia-idade (51-60 anos) e, claramente na menopausa, demonstram ter uma boa qualidade de vida sexual.

Document Type Master thesis
Language Portuguese
Advisor(s) Pereira, Henrique Marques; Afonso, Rosa Marina Lopes Brás Martins
Contributor(s) Baltazar, Carla Alexandra Ferrão
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents