Document details

Depressão em Pessoas com mais de 65 anos e a sua Relação com a Solidão e o Risco de Maus-tratos

Author(s): Amaral, Mariana da Cruz

Date: 2016

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10400.6/5785

Origin: uBibliorum

Subject(s): Depressão; Envelhecimento; Risco de Maus-Tratos; Solidão; Domínio/Área Científica::Ciências Sociais::Psicologia; Domínio/Área Científica::Ciências Sociais::Psicologia; Domínio/Área Científica::Ciências Sociais::Psicologia


Description

O envelhecimento implica a ocorrência de várias alterações em todas as áreas do funcionamento humano. Devido ao aumento da população idosa a nível mundial é pertinente o estudo desta população. O objetivo primordial desta investigação centra-se na análise, compreensão e caracterização da depressão, solidão e risco de maus-tratos nos idosos, bem como na relação existente entre estes. De modo a responder aos objetivos propostos nesta investigação recorremos à utilização de um questionário sociodemográfico, da escala UCLA, H-S “EAST”, CES-D e MMSE. A amostra é composta por 65 indivíduos institucionalizados e frequentadores de Centros de Dia. Os participantes têm idades compreendias entre os 66 e 97 anos, com uma média de idades de 85,2 anos. Dos inquiridos 17 indivíduos são do sexo masculino e 48 do sexo feminino. Os dados do presente estudo revelam que 15,4% destes participantes apresenta sintomatologia depressiva significativa, 20% apresenta sentimentos de solidão e 33,8 apresenta vulnerabilidade aos maus tratos. O género feminino apresenta mais sintomatologia depressiva e a quantidade de atividades diárias realizadas, o nível de alfabetização e o desempenho cognitivo influenciam a ocorrência de sintomatologia depressiva. Verificou-se que os indivíduos com idades compreendidas entre os 65 e 85 anos apresentam mais sentimentos de solidão, bem como este sentimento se encontra relacionado com a quantidade de atividades diárias que os idosos realizam e a frequência com que estes veem a sua família. Verificou-se ainda que a depressão, solidão e risco de maus-tratos se encontra relacionados.

Aging implies the occurance of multiple changes in all areas of the human functionig. Due to the increase of the world elderly population, it is pertinent the study of this population. The primordial goal of this investigation was the analysis, understanding and description of depression, loneliness and risk of abuse on the elderly as well as the relation between them. In order to answer to the proposed goals in this investigation, it was resorted to a sociodemographic questionnaire, the UCLA scale, H-S “EAST”, CES-D and MMSE. The sample is made of 65 institutionalized individuals and day centres goers. Participants’ ages varies from 66 to 97 years old with an average of 86,2 years old. Of the surveyed, 17 are male and 48 are female. Data from this study reveal that 15,4% of the participants presents significant depressive symptomology, 20% presents feelings of loneliness and 33,8% presents abuse vulnerability. Females present more depressive symptomology and the amount of daily activities, the level of literacy and cognitive performance, influences the presence of depressive symptomology. It was found that individuals aged between 65 and 85 years old present more feelings of loneliness, and it is related to the amount of daily activities that the elderly perform and how often they see their family. It was also found that depression, loneliness and risk of abuse are related between them.

Document Type Master thesis
Language Portuguese
Advisor(s) Loureiro, Manuel Joaquim da Silva
Contributor(s) Amaral, Mariana da Cruz
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents

No related documents