Document details

Projeto – Covilhã Cidade Amiga da Pessoa Idosa

Author(s): Pais, Sara Raquel Santiago

Date: 2016

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10400.6/7805

Origin: uBibliorum

Subject(s): Cidades Amigas das Pessoas Idosas; Covilhã; Envelhecimento Ativo; Domínio/Área Científica::Ciências Médicas::Ciências da Saúde::Gerontologia; Domínio/Área Científica::Ciências Médicas::Ciências da Saúde::Gerontologia; Domínio/Área Científica::Ciências Médicas::Ciências da Saúde::Gerontologia


Description

Com o aumento do número da população idosa, surge a necessidade de se adequar as estruturas e as condições de vida a todos os sujeitos com mais de 65 anos. Assim em Junho de 2005 no XVIII World Congress of Gerontology, no Rio de Janeiro, é apresentado o projeto Cidades Amigas do Idoso, com o objetivo de promover o envelhecimento ativo e capacitar os cidadãos idosos de maior independência. Em Fevereiro de 2007 foi lançado o Guia para as Cidades Amigas do Idoso, que foi já seguido por várias cidades a nível mundial, onde foram avaliados e adaptados à promoção do envelhecimento ativo e da independência de cada uma dessas cidades os oito pontos que esse mesmo guia contempla, sendo eles os Espaços Exteriores e Edifícios, os Transportes, as Habitações, a Participação Social, o Respeito e Inclusão Social, a Participação Cívica e Emprego, a Comunicação e Informação e o Apoio Comunitário e Serviços de Saúde. Esta investigação insere-se num projeto do Grupo de Estudos em Envelhecimento da Faculdade de Ciências da Saúde da Universidade da Beira Interior e visa analisar a cidade da Covilhã, por forma a perceber, se a mesma tem as caraterísticas necessárias para integrar o grupo das cidades Amigas do Idoso. A presente investigação tem como objetivo, perceber se ao nível dos “Espaços Exteriores e Edifícios” a cidade da Covilhã apresenta as caraterísticas necessárias para uma vida autónoma e menos dificultada para os “seus” idosos residentes. O estudo procurará perceber também se na mesma cidade existem opções de escolha e apoio, para idosos com interesse em manter a sua vida ativa ao nível laboral e de participação cívica. Os resultados do estudo demonstram que pouco haverá a melhorar ao nível da Participação Cívica dos idosos Covilhanenses, pois a realidade é que vastas são as medidas já implementadas pela sua autarquia por forma a promover um envelhecimento ativo. Contudo ao nível dos Espaços Físicos e Edifícios da cidade, o estudo demonstra que haverá ainda medidas a ser tomadas por forma a facilitar o dia-a-dia dos idosos ao nível da locomoção, autonomia, bem-estar e autoestima. Os resultados demonstram ainda a importância de se trabalhar, divulgar e apoiar a implementação da temática do trabalho remunerado na terceira idade.

Along with the increasing number of elderly people, the necessity to adapt the structures and life conditions of people aged more than 65 years old comes up. Therefore, the project Age-Friendly City was presented in the XVIII World Congress of Gerontology, Rio de Janeiro, in June of 2005, aiming the promotion of aging and enabling the elders of major independence. In February of 2007 the Global Age-friendly Cities Guide was launched and implemented worldwide by several cities, where its eight domains were evaluated and adopted seeing the promotion of active and healthy aging of each one of these cities. These domains are Community and Health Care, Transportation, Housing, Social Participation, Outdoor Spaces and Buildings, Respect and Social Inclusion, Civic Participation and Employment, and Communication and Information. This research is part of a project of the Group of Studies in Aging of the Faculty of Health Sciences of the University of Beira Interior whose goal is to analyse the city of Covilhã and understand if it presents the characteristics needed to be part of the group of the Age-Friendly Cities. In the domain of Outdoor Spaces and Buildings, this study aims to understand if Covilhã presents the characteristics needed to an independent and less difficult life for its elderly residents. It also aims to understand if in the same city there are options to keep and support the elders who have interest in maintaining their professional lives in the domain of Civic Participation and Employment. The results show that not much can be improved at the level of civil participation of the elders of Covilhã once several measures to promote active aging were already implemented by the local authority. Nevertheless, in the domain of Outdoor Spaces and Buildings, the study shows that there are still some measures that can be implemented to ease the elderly daily life at the level of mobility and autonomy, well-being and self-esteem. It also shows the importance of working, as well as the promotion and support of the implementation of paid work in the elderly.

Document Type Master thesis
Language Portuguese
Advisor(s) Patto, Maria da Assunção Morais e Cunha Vaz; Afonso, Rosa Marina Lopes Brás Martins
Contributor(s) Pais, Sara Raquel Santiago
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents