Document details

Ceratocone e seu tratamento : estudo comparativo entre INTACs e anéis Ferrara na melhoria da acuidade visual

Author(s): Inácio, Diogo Manuel Queirós

Date: 2011

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10400.6/944

Origin: uBibliorum

Subject(s): Ceratocone - Tratamento; Ceratocone - Tratamento - Anéis Ferrara - Acuidade visual; Ceratocone - Tratamento - Anéis INTAC - Acuidade visual; Córnea


Description

INTRODUÇÃO: O ceratocone é uma doença ocular, não infecciosa, na qual a córnea enfraquece devido a anomalias estruturais e da sua composição. Isso enfraquece a córnea não permitindo que a mesma preserve a sua forma normal contra a pressão intra-ocular no olho e, portanto, há protusão, levando a uma forma cónica e visão distorcida subsequente. Mudanças na estrutura e composição muitas vezes manifestam-se como uma alteração de forma (ou geometria), bem como nas propriedades mecânicas e ópticas. Esta afecção é a distrofia mais comum da córnea, acometendo 50 a 230 pessoas por 100.000 habitantes, e normalmente inicia-se como miopia ou astigmatismo ou ambos, podendo evoluir rapidamente, ou então, levar muitos anos para desenvolver-se. Costuma surgir na adolescência, por volta dos 15 anos de idade e dificilmente desenvolve-se após os 35 anos. Normalmente ocorre assimetricamente, sendo que em 90% dos casos, acomete ambos os olhos; todavia, o diagnóstico da doença no segundo olho ocorre aproximadamente 5 anos após o diagnóstico no primeiro olho. Não parece ter preferência pelo sexo ou etnia. Este estudo pretende correlacionar os diferentes tipos de ceratocone com as diversas abordagens terapêuticas disponíveis, nomeadamente o tratamento médico e/ou cirúrgico. Passa por fazer uma análise retrospectiva de dois grupos de doentes em que se compara a acuidade visual antes e após dois tipos de tratamento cirúrgico – INTAC e anéis Ferrara. OBJECTIVOS: 1)Identificar os diferentes tipos de ceratocone. 2)Caracterizar as diversas abordagens terapêuticas. 3)Comparar a acuidade visual inicial dos doentes com a resultante após o tratamento cirúrgico – INTACs e aneis Ferrara. 4)Analisar se há melhoria da acuidade visual com correcção pós-operatória. 5)Verificar se há alguma diferença, estatisticamente significativa, da acuidade visual com correcção, no tratamento do ceratocone, utilizando anéis Ferrara ou INTACs. MATERIAIS E MÉTODOS: Este estudo avaliou 62 olhos de 36 pacientes (22 homens, 14 mulheres) com uma média de idades de 31,42 anos ±11,71(DP) (variação 18-75 anos) com o diagnóstico clínico de ceratocone sendo que em 32 casos (51,6%) recorreu-se a anéis Ferrara, e em 30 casos (48,4%) a INTACs. RESULTADOS: Verificou-se que houve uma melhoria da acuidade visual com correcção em média de 5,87/10 ±1,67 (DP) (variação 2/10-9/10). Apesar de a melhoria da a. v. c/ c. média no grupo INTAC (6,03/10) ser superior à do grupo Ferrara (5,72/10), esta diferença não é estatisticamente significativa (P=0,464). No grupo Ferrara em 28,1% dos casos houve melhoria de 5/10 de visão e no grupo INTAC em 25% dos casos houve melhoria de 5/10 de visão. De notar que houve melhoria da acuidade visual com correcção, estatisticamente significativa (p=0,000), em todos os olhos estudados após intervenção cirúrgica. CONCLUSÃO: Não existem diferenças, estatisticamente significativas, na melhoria da acuidade visual resultante do tratamento cirúrgico com anéis Ferrara ou INTACs.

Document Type Master thesis
Language Portuguese
Contributor(s) Inácio, Diogo Manuel Queirós
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents

No related documents