Document details

Efeitos secundários da quimioterapia antineoplásica e seu impacto na qualidade de vida em cães e gatos com doença oncológica

Author(s): Silveira, Pedro de Sousa Dâmaso da

Date: 2016

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10400.5/11919

Origin: Repositório da UTL

Subject(s): Quimioterapia veterinária; Efeitos adversos; Qualidade de vida; Veterinary chemotherapy; Adverse effects; Quality of life


Description

Em Medicina Veterinária, a crescente prevalência de doenças neoplásicas vem provocar um aumento exponencial da realização de quimioterapia antineoplásica em cães e gatos. O uso de fármacos antineoplásicos está, frequentemente, associado à ocorrência de efeitos adversos e a alterações da qualidade de vida dos doentes oncológicos. Neste estudo avaliou-se e caracterizou-se, a presença de efeitos secundários e parâmetros de qualidade de vida, na decorrência de 49 sessões quimioterápicas em cães e gatos. Estes dados foram obtidos através do uso de questionários detalhados ao proprietário, avaliação de parâmetros clínicos, bem como com recurso a meios analíticos. Neste estudo as neoplasias mais comuns em canídeos (n=14) foram linfoma multicêntrico (50%) e mastocitoma (28,57%) e, em felídeos (n=6), carcinoma mamário (33.33%). Registou-se uma frequência total (59,18%) de sessões com a presença de, pelo menos, um efeito adverso. Os efeitos gastrointestinais foram preponderantes, tendo estado presentes em 48,49% das sessões, seguidos dos efeitos hematopoiéticos (26,67%), principalmente representados pela presença de anemia de grau 1. Relativamente ao composto quimioterápico, 40% das sessões com vincristina ou ciclofosfamida e 28,57% das sessões com doxorrubicina resultaram em efeitos gastrointestinais, com a particularidade de 66,67% dos tratamentos com doxorrubicina em felídeos resultarem em vómito. Relativamente às terapêuticas adicionais em resultado da presença de efeitos adversos registou-se: terapêutica com antiemético profilático (n=8), adiamento de sessão quimioterápica (n=2), interrupção do tratamento quimioterápico (n=1), antibioterapia profilática (n=1) e hospitalização (n=1). Dos parâmetros de qualidade de vida avaliados pelos proprietários, verificou-se cansaço em 45,7% das sessões em cães e 57,1% em gatos e desconforto/dor em 14,3% das sessões em cães e 35,71% em gatos. Calculou-se um índice médio de atividade de 3,65 em cães e 3,9 em gatos e de grau de estado mental/”disposição” 3,79 em cães e 3,78 em gatos (intervalo 1-5). Quanto à apreciação do estado geral, 51,02% dos animais permaneceu estável e 40,82% dos doentes melhorou após sessão quimioterápica. O uso de questionários detalhados em oncologia veterinária é determinante quer na avaliação de efeitos adversos e sua classificação, quer na avaliação de parâmetros de qualidade de vida.

ABSTRACT - Antineoplastic chemotherapy side effects and its impact in the quality of life of dogs and cats with oncologic disease - The overgrowing prevalence of neoplastic disease in veterinary medicine led to an exponential use of antineoplastic chemotherapy in dogs and cats. The usage of such drugs has been frequently associated with the presence of adverse effects and with changes in the quality of life of oncological patients. In this study the presence of side effects, as well as the quality of life were evaluated and characterized following 49 chemotherapy sessions in dogs and cats. The data was obtained through detailed questionnaires to the owners, assessment of clinical parameters, as well as through analytical means. The most common neoplasia in dogs (n=14) were Multicentric Lymphoma (50%) and Mastocytoma (28,57%) and in cats (n=6), Mammary Gland Carcinoma (33.33%). The registered frequency of sessions with at least one adverse effect was 59,18%. The gastrointestinal effects were predominant, having been present in 48,49% of the sessions, followed by the hematopoietic effects (26,67%), mainly represented by grade 1 anaemia. Regarding the antineoplastic drug, 40% of vincristine and cyclophosphamide sessions and 28,57% of doxorubicin sessions resulted in gastrointestinal effects, particularly with 66,67% of treatments with doxorubicin in cats resulting in vomit. Regarding additional therapies in the case of adverse effects, the following were registered: Prophylaxis with Antiemetic (n=8), Chemotherapy Session Postponing (n=2), Chemotherapy Treatment Interruption (n=1), Prophylaxis with Antibiotics (n=1) and Hospitalization (n=1). Among the quality of life parameters assessed by the owners, fatigue was observed in 45,7% and 57,1% of the sessions in dogs and cats, respectively and pain/discomfort in 14,3% and 35,71%. The medium index of activity attributed by the owners was 3,65 in dogs and 3,9 in cats and the medium degree of mental status/happiness attributed was 3,79 in dogs and cats 3,78 (1-5). According to the owners, 51,02% of the animals remained stable following the previous chemotherapy session and 40,82% was reported to be better. The use of questionnaires in veterinary oncology is determinant, whether in the evaluation and characterization of adverse effects, or in the evaluation of quality of life parameters.

Mestrado Integrado em Medicina Veterinária

Document Type Master thesis
Language Portuguese
Advisor(s) Correia, José Henrique Duarte; Vicente, Gonçalo Eduardo Vítor
Contributor(s) Silveira, Pedro de Sousa Dâmaso da
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents

No related documents