Document details

O aqueduto das águas livres como elemento dinamizador e regenerador do eixo Lisboa-Sintra

Author(s): Benali, Karim Daniel Cunha Ait

Date: 2016

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10400.5/12049

Origin: Repositório da UTL

Subject(s): Aqueduto das Águas Livres; Corredor verde; Intermodalidade e espaço público; Património cultural e paisagístico; Rotas; Sistemas de parque


Description

O Aqueduto das Águas Livres construído no século XVIII com a finalidade de abastecer a cidade de Lisboa em água potável é uma obra notável de engenharia hidráulica e arquitectónica, que dada a sua grandiosidade e o seu valor patrimonial foi classificado como monumento nacional. Não obstante este facto, tem vindo ao longo dos anos a ser menosprezado como património de indiscutível valor histórico e cultural que é, especialmente depois de ter deixado de transportar as suas águas até à cidade de Lisboa, em meados do século passado. Neste trabalho pretende-se não só requalificar este majestoso equipamento de extensão notável que percorre cinco municípios, como também revalorizá-lo, podendo servir para coser territórios desconexos devido à sua qualidade de elemento agregador. O seu valor histórico poderia também congregar e realçar todo o património cultural da região que atravessa. Dada a sua intrínseca ligação com a estrutura hidrológica, ecológica e morfológica da cidade, assume-se que a recuperação do Aqueduto poderia levar à sua reintegração na cidade. A nível urbanístico, admitindo esta infraestrutura como paisagem, pretende-se que sirva como charneira para organizar tecidos urbanos. Tendo em vista os objectivos acima delineados, procedeu-se em primeiro lugar a uma análise histórica, cultural e arquitectónica do Aqueduto e da sua relação com a evolução da cidade e das suas infraestruturas. Interpretou-se depois o território atravessado por este equipamento público, visando a identificação dos seus riscos e das suas debilidades, mas igualmente das suas valências e oportunidades. De seguida, estabeleceram-se pontes entre o conhecimento da paisagem e os corredores verdes, procurando respostas para a criação de um novo espaço livre que potencie e divulgue o património cultural existente. O trabalho proposto resultou na elaboração de uma estratégia territorial que permite dinamizar as áreas atravessadas pelo Aqueduto. Inferiu-se que a construção de um sistema de parques híbrido, conectado por um novo Corredor Verde, prolongando o existente, de Lisboa até à Amadora, aliado a uma estratégia de mobilidade suave com uma nova rede de pontos notáveis de interesse cultural, irá articular tecidos urbanos actualmente fragilizados e desconexos, reforçando assim a ligação entre a cidade e os territórios periurbanos e rurais. Este corredor seguirá o trajecto do Aqueduto até à sua intersecção com a ribeira de Carenque, e, através da criação de um Parque Linear ao longo deste curso de água, requalificará a nível ambiental o vale que atravessa e fomentará a preservação e divulgação do património cultural do Aqueduto até ao local da sua génese na Mãe de Água Velha.

ABSTRACT: The Águas Livres Aqueduct, built in the eighteenth century to supply the city of Lisbon in drinking water, is a remarkable work of hydraulic and architectural engineering that due to its magnificence and patrimonial value was classified as national monument. Its unquestionable historical and cultural value has, however, over the years been increasingly disregarded, especially since it ceased to carry its waters to the city of Lisbon, in the middle of the last century. This work aims the requalification of this remarkable structure that covers five counties and that, given its capacity to become an aggregating element, will serve to relink disconnected territories. Its historic value could also bring together and highlight all the cultural heritage of the areas that it crosses. Given its intrinsic connection with the hydrological, ecological and morphological structure of the city, one assumes that recovering the Aqueduct could lead to its reintegration in the city. At the urban level, admitting that this infrastructure is part of the landscape, it will serve as a hinge to organize the urban fabric. In view of the above-mentioned objectives, an initial historical, cultural and architectural analysis of the Aqueduct and its relationship with the city and respective infrastructures was carried out. The territory crossed by this public facility was afterwards studied in order to identify not only territorial risks but also future opportunities. Following this study, connections were established between landscape knowledge and green corridors, in order to find answers regarding the creation of a new free space in the city that will enhance and promote the existing cultural heritage. The proposed work resulted in the development of a territorial strategy that will provide a boost for the areas crossed by the aqueduct. It was further concluded that the construction of a hybrid park system, connected by a new Green Corridor that would extend the existing corridor, from Lisbon to Amadora, combined with a smooth mobility strategy composed of a new network of cultural points of interest, would articulate current urban fabric that is fragile and disconnected, thus reinforcing the link between the city and peri-urban and rural areas. This corridor will follow the route of the aqueduct until it intersects with the stream of Carenque and through the creation of a linear park, along this waterway, the valley will be environmentally rehabilitated, fostering the preservation and promotion of the Aqueduct´s cultural heritage up to the place of its origin, in the Mãe de Água Velha.

Dissertação para obtenção do grau de Mestre em Arquitectura com especialização em Urbanismo, apresentada na Universidade de Lisboa - Faculdade de Arquitetura. Assuntos:

Document Type Master thesis
Language Portuguese
Advisor(s) Santos, João Rafael Marques
Contributor(s) Benali, Karim Daniel Cunha Ait
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents

No related documents