Document details

A short review of the chemical immobilization principles in some common African wildlife species

Author(s): Ferreira, Bárbara Pastilha Lopes

Date: 2016

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10400.5/12356

Origin: Repositório da UTL

Subject(s): Anesthesia; Wildlife practice; Chemical immobilization principles; Conservation medicine; South Africa; Anestesia; Medicina de vida selvagem; Princípios de imobilização química; Medicina de conservação; África do Sul


Description

Due to constant changes in restraint techniques, equipment and even immobilization drugs, wildlife veterinary practices have improved over the past decades. This broad progress coupled with the experience of practitioners contributes towards a safer practice for both the animals and people involved in the procedures. Anesthetic protocols used for chemical immobilizations performed during an internship in South Africa (184 of 245 restrained individuals) were analyzed for the various species approached, taking into account the darting equipment involved, the surrounding environment and some of the main purposes of each intervention. The different chemical immobilizations performed were classified as successful (176) or unsuccessful (8), and the most common complications that affected the procedures were documented. The reasons for the failings that in cases led to a second darting (13 cases) or to the death of animals (3 cases) are also addressed and preventive measures to avoid them were put forward. It is important to analyze the information logged after every immobilization procedure, including personal experiences from each clinical case, and present and disseminate the conclusions, to help wildlife practitioners worldwide avoid future complications.

RESUMO - A medicina veterinária associada à vida selvagem têm vindo a evoluir nas últimas décadas graças às constantes mudanças nas técnicas de imobilização, equipamentos e até fármacos utilizados. Estes progressos, aliados à experiência dos veterinários, têm vindo a contribuir para uma prática médica mais segura tanto para os animais como para as equipas envolvidas nos procedimentos. Durante o estágio na África do Sul, os protocolos anestésicos usados nas imobilizações químicas (184 dos 245 indivíduos imobilizados) foram analisados para as diferentes espécies manipuladas, tendo em conta o equipamento de disparo utilizado, o ambiente envolvente e o propósito das intervenções praticadas. As diferentes imobilizações químicas foram classificadas como bem-sucedidas (176) ou não (8), tendo sido referidas as principais complicações que afectaram os procedimentos. Nos casos sem o sucesso anestésico esperado, recorrendo a um segundo dardo (13 casos) ou culminando na morte dos individuos (3 casos), as razões para o insucesso foram discutidas e algumas medidas preventivas para o futuro foram propostas. É importante que este tipo de informação seja sempre analisado após a execução de uma imobilização, divulgando as conclusões dessa análise e respectivas experiências pessoais dos casos, de modo a poderem ser exploradas pelos médicos-veterinários de vida selvagem para evitar complicações futuras.

Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária

Document Type Master thesis
Language English
Advisor(s) Tindall, Brendan William; Jesus, Sandra de Oliveira Tavares de Sousa
Contributor(s) Ferreira, Bárbara Pastilha Lopes
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents

No related documents