Document details

Extração, caracterização e hidrólise enzimática do colagénio da pele do peixe-espada preto

Author(s): Silva, Mariana Coutinho

Date: 2016

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10400.5/12975

Origin: Repositório da UTL

Subject(s): Aphanopus carbo; pele de peixe-espada-preto; subprodutos; colagénio solúvel em ácido e pepsina; hidrolisados de colagénio


Description

A produção de filetes de peixe-espada-preto, Aphanopus carbo, (PEP) gera um volume considerável de peles as quais constituem uma fonte de colagénio. Assim, os objetivos do presente trabalho foram: (i) a extração e caracterização do colagénio das peles de PEP, (ii) preparação de hidrolisados do colagénio extraído e (iii) caracterização e avaliação da atividade antioxidante dos hidrolisados. A composição química das peles de PEP foi 64,1% de humidade, 21,8% de gordura, 11,8% de proteína e 0,67% de cinza. O rendimento da extração do colagénio com ácido acético (ASC) variou entre 16,06 e 30,54% e com pepsina (PSC) entre 2,20 e 3,55%. O teor proteico do ASC e PSC situou-se entre 74,9 e 76,6% e 60,8 e 71,0%, respetivamente. As amostras eram ricas em glicina e alanina e possuíam um teor de iminoácidos entre 13,4 e 15,5% e um grau de hidroxilação da prolina entre 23,7 e 33,0%. Os perfis eletroforéticos do ASC e PSC evidenciaram a presença das cadeias α-1 e α-2 típicas do colagénio do tipo I. A solubilidade do ASC foi máxima entre pH 2 e 6 e, na presença de sal, diminuiu até a uma concentração de 17,5%. O espectro UV-visível apresentou um máximo característico de absorvância a 227 nm. O ASC exibiu uma brancura (ca. 80) superior à do PSC (ca. 53). A análise reológica mostrou que a solução de colagénio a pH 7 apresentou características de um gel muito frágil e a pH 2 comportou-se com uma dispersão. Ambas as soluções exibiram o comportamento de um fluido reofluidificante. A temperatura de desnaturação dinâmica a pH 2 foi de 32,5°C. Os hidrolisados de colagénio obtidos por aquecimento com micro-ondas apresentaram um grau de hidrólise de 7% após 10min. Estes tinham um teor de proteína de 26% e péptidos com massas moleculares entre 1 700 e 8 800 Da e uma atividade antioxidante relativamente baixa

Mestrado em Engenharia Alimentar - Instituto Superior de Agronomia - UL

Document Type Master thesis
Language Portuguese
Advisor(s) Pires, Carla Maria Feio; Martins, Maria Luísa Louro
Contributor(s) Silva, Mariana Coutinho
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents

No related documents