Document details

Flexibilidade em contexto

Author(s): Marques, Sara de Albuquerque

Date: 2016

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10400.5/13527

Origin: Repositório da UTL

Subject(s): Marvila; Habitação flexivel; Habitação coletiva; Estação de Metro de Superficie; Parede habitada; Flexible housing; Tran station; Living wall


Description

Marvila apresenta-se como um território fragmentado, resultado de um acumular de fenómenos urbanos de diferentes épocas cuja co-existência é meramente circunstancial. Procura-se estabelecer relações, ligar factos para uma coerência urbana e fisicamente percorrível, que lide com o património passado na perspectiva de uma Lisboa futura. Entender as necessidades presentes e projectá-las no futuro está na base da intervenção urbana que se pretende, encarando a cidade como um organismo vivo, evolutivo, que se transforma para que não se torne obsoleto. Tais transformações reflectem-se nas diferentes escalas do habitar, desde a necessidade de gerir fluxos à escala urbana, que motivou o projecto de uma estação de metro de superfície, à realidade do interior doméstico, cuja composição se questiona perante as alterações à estrutura familiar e de convivências geracionais, e pelas quais se desenvolveram tipologias de habitação colectiva. A flexibilidade, porém, nenhum dado oferece sobre o contexto em que se opera, pelo que se explora o conceito da parede habitada como solução simultaneamente tecnológica e representativa, considerando o seu legado na arquitectura portuguesa já enunciado por Kubler.

ABSTRACT: Marvila presents itself as a fragmented territory, a result of the accumulating of urban phenomena of different times, which co-exist in a simply circumstantial situation. It is searched to establish relationships, connect facts for a urban coherence that’s physically walkable, dealing with the past patrimony in the perspective of a future Lisbon. Understanding the present necessities and projecting them in the future is the base of the intended urban intervention, looking at the city as a living organism, evolutionary, that transforms itself so that is doesn’t become obsolete. Such transformations are reflected in the different scales of dwelling, from the need to manage flows at the urban scale, which motivated the project for a tram station, to the reality of the domestic realm, that has been questioned facing the changes in the family structure and in the generational relationships, for which were developed typologies of collective housing. Flexibility, although, doesn’t offer any clue about the context it is being applied to, and consequentially it is explored the concept of the living wall as a both technological and representative solution, considering its legacy in the portuguese arquitecture enunciated by Kubler.

Dissertação de Mestrado Integrado em Arquitetura, com a especialização em Arquitetura, apresentada na Faculdade de Arquitetura da Universidade de Lisboa para obtenção do grau de Mestre.

Document Type Master thesis
Language Portuguese
Advisor(s) Lameiro, Carlos Manuel da Silva
Contributor(s) Marques, Sara de Albuquerque
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents

No related documents