Document details

Duração da receptividade de fêmeas de cochonilhas-algodão (Hemiptera; Pseudococcidae) e sua relação com a hipótese de poliandria

Author(s): Sanz, Cristina Pedraz

Date: 2010

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10400.5/15176

Origin: Repositório da UTL

Subject(s): poliandria; fecundidade; sistema de acasalamento; Planococcus citri; Pseudococcus calciolariae


Description

O presente trabalho teve como objectivo estudar alguns aspectos da biologia reprodutiva das fêmeas das cochonilhas-algodão, Planococcus citri e Pseudococcus calceolariae, nomeadamente: a hipótese de poliandria; o período de receptividade das fêmeas após cópula; o efeito da cópula na atractividade das fêmeas, relativamente aos machos; e o efeito do acasalamento com vários machos na fecundidade das fêmeas, como possível vantagem da poliandria. Para o efeito, foram realizados diversos ensaios biológicos em placas de Petri e olfactómetro de ar estático. Os resultados mostraram que as fêmeas de ambas as espécies podem acasalar com mais do que macho (pelo menos cinco, no caso de P. calceolariae), em condições de laboratório. Após a cópula, pelo menos, algumas das fêmeas de P. citri mantiveram-se receptivas até 24h depois, com um máximo estimado de cerca de 29h. A atractividade das fêmeas não foi afectada pela cópula, mesmo ao fim de 24h, sugerindo que esta não inibe a emissão de feromona. A taxa de acasalamento de P. citri diminuiu em função do tempo decorrido após a cópula. O aumento do número de cópulas efectuadas por fêmeas não teve efeito na fecundidade de P. calceolariae

Mestrado em Engenharia Agronómica - Instituto Superior de Agronomia

Document Type Master thesis
Language Portuguese
Advisor(s) Silva, José Carlos Franco Santos; Silva, Elsa Maria Borges da
Contributor(s) Sanz, Cristina Pedraz
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents

No related documents