Document details

UrbArch emptiness-Lisbon riverside

Author(s): Cavic, Ljiljana

Date: 2018

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10400.5/15429

Origin: Repositório da UTL

Subject(s): UrbArch emptiness; Open public spaces; Lisbon riverside


Description

Num meio construido sobre-edificado contemporâneo, reconheceu-se a sua parte não edificada, o Vazio Arquitetónico-Urbano, como um elemento gradiente e estrutural, que contribui para as suas qualidades formais e funcionais. Baseado nas referências do urbanismo, arquitetura e geografia humana, e com o fim de analisar o Espaço Aberto Público, este estudo propõe, defina e captura o fenómeno do Vazio Arquitetónico-Urbano - Vazio UrbArq. Começando com uma abordagem teórica mais ampla a partir da qual o Vazio UrbArq é conceptualizado, desenvolve-se um método de representação do domínio do negativo do ambiente construído, objetivando-o em novas representações sólidas 3D (Convex, Solid and Fragmented Voids) e combinando-os com as representações do campo visual já existentes (Isovist and Viewsheds). Esses modelos de representação são usados para capturar os atributos de Espaços Públicos Abertos, abordando as suas propriedades mensuráveis, que estão posteriormente relacionadas com os usos espaciais como expressões das qualidades dos espaços urbanos. As expressões de qualidade são inferidas através da análise fenomenológica in-situ e da observação natural, a partir das quais foram estabelecidas correlações preliminares entre as propriedades quantitativas e qualidades dos Espaços Públicos Abertos. Combinando metodologias qualitativas e quantitativas, a investigação utiliza a representação sólida 3D e investiga o papel do Vazio UrbArch na geração de atributos e qualidades de Espaços Públicos Abertos na zona ribeirinha de Lisboa. Para esse efeito: a) Introduziu-se o conceito de vazio como base inspiradora e teórica da pesquisa (capítulo 2); B) Definiu-se o foco da pesquisa - Vazio UrbArch (capítulo 3); C) Desenvolveram-se os modelos de representação de Espaços Públicos Abertos abordando o foco do Vazio UrbArch (capítulo 4); D) Definiram-se os atributos específicos dos Espaços Públicos Abertos para serem abordados (capítulo 5); Aplicou-se a metodologia a partir da qual se estabeleceu a correlação entre atributos, propriedades qualitativas e qualidades espaciais (capítulo 6).

ABSTRACT: In the nowadays tightly built environment we recognize the unbuilt part of urban-architectural space as its gradient and structural element, which influences its formal and functional qualities. Based on the references of urbanism, architecture and human geography and in order to analyse Open Public Spaces through the prism of its unbuilt part, the study proposes, defines and captures the notion of urban-architectural emptiness – UrbArch Emptiness. It starts from a theoretical analysis of emptiness wherefrom the UrbArch Emptiness was conceptualised. It further develops a way to represent the realm of the negative of built environment by objectifying it into novel 3D solid representations (Convex, Solid and Fragmented Voids) which are combined with already existing View field representations (Isovist and Viewsheds) and applied on case study of Lisbon Riverside. These representation models are used for capturing attributes of Open Public Spaces by approaching their measurable properties which are further related to spatial experiences and usages as expressions of spatial qualities. The expressions of qualities are inferred through first person in-situ phenomenological analysis and natural observation wherefrom correlations between Open Public Spaces’ quantitative properties and qualities were preliminarily established. Combining qualitative and quantitative methodologies, the research takes the 3D solid representation and investigates the role of UrbArch Emptiness in generating qualities of Open Public Spaces in Lisbon riverside. To do so research: a) Introduces the concept of Emptiness as inspirational and theoretical basis of research (chapter 2); b) Defines objectified focus of research – UrbArch Emptiness (chapter 3); c) Develops models for Open Public Spaces representation and analysis based on UrbArch Emptiness (chapter 4); d) Defines specific Open Public Spaces’ attributes to be approached (chapter 5); Applies the methodology wherefrom correlations between attributes, qualitative properties and spatial qualities are preliminarily established (chapter 6).

Tese de Doutoramento em Arquitetura, com a especialização em Teoria e Prática do Projeto apresentada na Faculdade de Arquitetura da Universidade de Lisboa para obtenção do grau de Doutor.

Document Type Doctoral thesis
Language English
Advisor(s) Pinto, Jorge Filipe Ganhão da Cruz; Beirão, José Nuno Dinis Cabral, coorientador
Contributor(s) Cavic, Ljiljana
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents

No related documents