Document details

Associação entre parâmetros eritrocitários e prognóstico de hemangiossarcoma esplénico em cão

Author(s): Santos, Inês Isabel Pacheco dos

Date: 2018

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10400.5/15893

Origin: Repositório da UTL

Subject(s): hemangiossarcoma esplénico; cão; parâmetros eritrocitários; prognóstico; splenic hemangiosarcoma; dog; erythrocyte parameters; prognosis


Description

O hemangiossarcoma é o tumor esplénico mais frequente em cães, na maioria dos quais se observa uma anemia. Se por um lado, a arquitetura vascular tumoral alterada gera uma lise eritrocitária, por outro, a sua natureza endotelial, a presença de cavidades preenchidas por sangue e a sua caraterística friabilidade, justificam a facilidade com que se verifica rutura neoplásica, dando origem a um quadro de hemorragia interna. De fato, a apresentação clínica mais frequente de um animal com hemangiossarcoma esplénico traduz-se por um quadro de hemoperitoneu. De referir que apesar de a coexistência de uma lesão esplénica e de hemoperitoneu constituir uma forte suspeita de hemangiossarcoma esplénico, apenas a análise histopatológica permitirá o seu diagnóstico definitivo. No momento em que é detetada uma lesão no baço, associada ou não a rutura, o médico veterinário terá que lidar com as questões habitualmente colocadas pelos proprietários dos animais acerca do prognóstico e da sobrevivência expectável para o quadro clínico em questão (consoante a ocorrência de rutura esplénica ou não), bem como acerca das várias opções terapêuticas. Deste modo, no presente trabalho pretendeu-se avaliar a associação entre os parâmetros eritrocitários indicadores de anemia (hematócrito, concentração de hemoglobina e contagem de eritrócitos), e o prognóstico de cães com hemangiossarcoma esplénico. Nesse sentido, foi realizada uma análise de sobrevivência para os grupos estabelecidos por valores limite/cut-off de 29.2%, 3.78x106/μl, e 8.97 g/dl para o hematócrito, contagem de eritrócitos e concentração de hemoglobina, respetivamente, e entre os quais se concluiu existir uma diferença significativa. Também foi efetuada uma análise de sobrevivência tendo em conta a presença inicial de rutura ou não, e de acordo com o tratamento efetuado (esplenectomia ou esplenectomia associada a posterior quimioterapia). Para o grupo de cães com rutura esplénica e submetidos apenas a esplenectomia, foi obtida uma menor mediana de sobrevivência. Assim, e apesar das limitações do estudo, os resultados obtidos podem ser de utilidade para o clínico no estabelecimento de um prognóstico e da terapêutica a aplicar em casos de hemangiossarcoma esplénico.

ABSTRACT - ASSOCIATION BETWEEN ERYTHROCYTE PARAMETERS AND PROGNOSIS OF SPLENIC HEMANGIOSARCOMA IN DOG - Hemangiosarcoma is the most common splenic tumor in dogs, most of which are anemic. If, on the one hand, the altered tumor vascular architecture generates an erythrocyte lysis, on the other hand, its endothelial nature, the presence of blood filled cavities and its characteristic friability, justify the ease with which there is neoplastic rupture, giving rise to an internal hemorrhage. In fact, the most frequent clinical presentation of an animal with splenic hemangiosarcoma translates into a hemoperitoneum. It should be noted that although the coexistence of a splenic lesion and hemoperitoneum constitutes a strong suspicion of splenic hemangiosarcoma, only the histopathological analysis will allow its definitive diagnosis. At the time a spleen lesion is detected, whether or not there is a rupture, the veterinarian will have to deal with the issues usually posed by the owners of the animals about the prognosis and the expected survival for the clinical picture in question (depending on the occurrence of splenic rupture or not), as well as the various therapeutic options. The aim of this study was to evaluate the association between erythrocyte parameters indicative of anemia (hematocrit, hemoglobin concentration and erythrocyte count), and the prognosis of dogs with splenic hemangiosarcoma. In that sense, a survival analysis was performed for the groups established by limit/cut-off values of 29.2%, 3.78x106/μl, and 8.97 g/dl for the hematocrit, erythrocyte count and hemoglobin concentration, respectively, and between which it was concluded that there was a significant difference. A survival analysis was also performed considering the initial presence of rupture or not, and according to the treatment performed (splenectomy or splenectomy associated with subsequent chemotherapy). For the group of dogs with splenic rupture and only submitted to splenectomy, a lower median survival was obtained. Thus, despite the limitations of the study, the results obtained may be of use to the clinician in the establishment of a prognosis and the therapy to be applied in cases of splenic hemangiosarcoma.

Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária

Document Type Master thesis
Language Portuguese
Advisor(s) São Braz, Berta Maria Fernandes Ferreira; Vicente, Gonçalo Eduardo Vítor
Contributor(s) Santos, Inês Isabel Pacheco dos
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents

No related documents