Document details

Hábitos de segurança alimentar na população estudantil do Instituto Politécnico de Beja

Author(s): Guia, Cidália Maria Guerreiro Martins

Date: 2012

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10400.5/4845

Origin: Repositório da UTL

Subject(s): Segurança alimentar; Habitação; Toxifecções alimentares; Estudantes do ensino superior; Food safety; Housing; Foodborne illness; College students


Description

O número de doenças de origem alimentar em termos mundiais, tem vindo a aumentar ao longo dos últimos anos. Este aumento, cujas causas terão raízes sociais, económicas e de desenvolvimento tecnológico, está associado a custos elevados. Para além da situação debilitante da pessoa que adquire uma doença de origem alimentar, (toxinfecção alimentar) existem gastos consideráveis de diagnóstico e tratamento e ainda perdas para a entidade empregadora que fica sem um dos seus colaboradores, tanto mais que a situação pode ser de curta duração, como durar largas semanas ou mesmo meses. Também podem estar em causa situações mais graves, e não tão pouco comuns como se possa pensar, que conduzem à morte do doente. As doenças de origem alimentar não têm só origem em estabelecimentos de restauração e bebidas ou seus similares, mas como vários estudos apontam, também têm origem na habitação de um qualquer consumidor. Um alimento é seguro para consumo quando ao longo do seu percurso, do prado ao prato, estão asseguradas as condições de higiene, acondicionamento, manipulação, confecção e não são alteradas as suas características. O presente trabalho surge assim como um instrumento que visa aferir os conhecimentos, as atitudes e os comportamentos pessoais de um grupo estudantil numa área tão importante e de elevada relevância, como a da segurança alimentar. Uma população informada é uma mais-valia para a sociedade. Apostando na formação e educação dos estudantes, estamos a antecipar conhecimentos e concomitantemente a prevenir e reduzir o aparecimento de doenças alimentares.

ABSTRACT - HABITS OF FOOD SAFETY IN STUDENT POPULATION OF THE POLYTECHNIC INSTITUTE OF BEJA - The number of food-borne diseases in world terms has been increasing over the past years. This increase, whose causes have roots in social, economic and technological development, is associated with high spending. In addition to the debilitating situation of the person who acquires a food-borne illness there are considerable expenses of diagnosis and treatment and even losses to the employer that is without one of its employees, especially as the situation may be short-lived, as the last large weeks or even months. May also be concerned more serious situations, and not as unusual as we might think, leading to the death of the patient. Food-borne diseases have no source only in restaurants and drinking establishments or their like, but as several studies point, also originate in the house of any consumer. A food is safe for consumption when along its route, the farm to dish, are guaranteed the conditions of hygiene, packaging, handling, preparation and do not change its characteristics. This work arises as an instrument that aims to assess the knowledge, attitudes and personal behaviours of a student group in an area as important and high-relevance, such as food safety. An informed population is an asset to society. Investing in training and education of students, we are anticipating knowledge and concomitantly prevent and reduce the appearance of food diseases.

Dissertação de Mestrado em Segurança Alimentar

Document Type Master thesis
Language Portuguese
Advisor(s) Ferreira, Marília Catarina Leal Fazeres
Contributor(s) Guia, Cidália Maria Guerreiro Martins
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents

No related documents