Document details

Validação de um questionário de saúde e identificação de factores de risco de quedas para a população idosa portuguesa

Author(s): Valente, Susana Filipe Pires

Date: 2012

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10400.5/5202

Origin: Repositório da UTL

Subject(s): Factores de risco; População idosa portuguesa; Queda; Questionário; Saúde


Description

A “queda” é uma preocupação por ser uma causa considerável de mortalidade, redução de funcionalidade e necessidade prematura de ajuda. É mesmo considerada um dos maiores problemas de saúde pública nos idosos. Queda é uma mudança não-intencional do estado normal da pessoa que a leva a terminar o “percurso” num nível mais baixo (chão ou em cima de algum objecto) devido a uma paralesia esporádica, a um ataque de epilepsia ou a uma força externa. A “prevenção de quedas” tem sido uma área de investigação activa nos últimos 10-15 anos. Torna-se por isso de imprescidível definir instrumentos válidos que permitam identificar precocemente o risco de queda. OBJECTIVO: validação dum questionário de saúde e quedas para determinar os factores determinantes no risco das mesmas. AMOSTRA: 672 sujeitos, residentes em Portugal Continental e com idade ≥ 65 anos. MÉTODOS: concepção e validação de um questionário de saúde e quedas a partir da Análise Factorial para se perceber a importância de todos os itens do questionário. Após essa verificação foram realizados os seguintes estudos: consistência interna que se baseia na correlação entre os itens nos dois momentos de avaliação (α-Cronbach); validade critério que mede a relação entre o instrumento a validar e o instrumento “gold-standard” - SF-12; sensibilidade à mudança (Effect Size) que indica se o questionário é sensível às mudanças entre 2 momentos de avaliação, com um programa de exercício de 6 meses entre as duas avaliações. RESULTADOS: O questionário apresentou valores de consistência interna óptimos (α-Cronbach > 0,8). A validade critério correspondeu ao valor de correlação 0,629, o que indica que este questionário está moderadamente correlacionado com o SF-12. A sensibilidade à mudança é baixa a moderada e com valores de correlações favoráveis entre as variáveis determinantes e a variável resposta (frequência de quedas), que indicam os factores determinantes das quedas. CONCLUSÃO: o questionário é válido para avaliar os factores de risco das quedas na população idosa portuguesa (com idade ≥ 65 anos).

Mestrado em Exercício e Saúde

Document Type Master thesis
Language Portuguese
Advisor(s) Carnide, Maria Filomena Araújo da Costa Cruz
Contributor(s) Valente, Susana Filipe Pires
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents

No related documents