Document details

Análise dos padrões de refugo em explorações leiteiras do sul de Portugal

Author(s): Barros, Tiago Miguel Lima da Costa

Date: 2013

Persistent ID: http://hdl.handle.net/10400.5/5814

Origin: Repositório da UTL

Subject(s): Refugo; vacas leiteiras; Portugal; Dias em lactação; lactações; idade; Taxa de renovação; Taxa de mortalidade; Culling; Dairy cows; Days in milking; lactations; age; herd turnover rate; death rate


Description

A análise do refugo pode ajudar a identificar problemas de maneio, sanitários e de gestão, numa exploração. Em Portugal, a investigação sobre este assunto, até à data, é inexistente. Os resultados reunidos neste estudo têm como objectivo a avaliação dos padrões de refugo nalgumas explorações leiteiras do Sul de Portugal. Os dados foram recolhidos retrospectivamente em 20 explorações comerciais situadas no sul de Portugal com 90 a 1100 vacas em lactação, referentes aos animais refugados (n=2476) no ano de 2011. As variáveis analisadas foram: dias em lactação (DEL), idade, número de Lactações (#Lact), idade ao primeiro parto, data de refugo, motivo de refugo e destino. A idade média, DEL e #Lact, no momento do refugo, foram 5 anos, 242 dias e 2,97, respectivamente. Vinte e seis por cento das vacas morreram na exploração, 68% foram vendidas para matadouro e 6% foram vendidas para fins produtivos. Mastites e outros problemas do úbere (30%), problemas reprodutivos (24%) e patologia podal (11%) foram as três principais razões de refugo. Cinquenta por cento das mortes ocorreram nos primeiros 39 dias pós-parto e 26,7% de todas as vacas refugadas saíram da exploração nos primeiros 60 DEL. Analisando o refugo depois dos cinco meses em lactação, através de uma curva de Kaplan-Meyer, verificou-se que as primíparas permanecem mais tempo na exploração quando comparadas com as multíparas, e que após a sobrevivência aos primeiros 5 meses de lactação, a média dos DEL das primíparas e multíparas refugadas foi de 413 dias e 342 dias, respectivamente. Apenas em 12 explorações foi possível calcular a taxa de renovação e a taxa mortalidade, sendo as respectivas médias de 36% (mínimo: 28%; máximo: 47%) e 9% (mínimo: 2%; máximo: 25%). Concluímos que um elevado número de vacas leiteiras são refugadas muito cedo após o parto e em idade jovem. No entanto, as primíparas são mantidas mais tempo na exploração quando comparadas com as multíparas, provavelmente revelando um maior esforço para manter estes animais na exploração, e também ao facto de estes possuírem uma maior persistência de lactação. O alto nível da taxa de mortalidade, especialmente nos 60 DEL indica que é necessário melhorar o período de transição e o maneio do peri parto. A amostra é constituída apenas por explorações que possuíam dados organizados e fiáveis, portanto apenas representa uma pequena proporção da realidade Portuguesa, no entanto pode ser um primeiro passo para futuros estudos. Uma análise mais detalhada é necessária para entender a enorme variação entre explorações e estabelecer as melhores estratégias de maneio bem como de refugo nas explorações Portuguesas.

ABSTRACT - Analysis of culling patterns in southern Portuguese dairy farms - Culling analysis may help to identify management and husbandry problems in a farm. Investigation on rates and reasons for culling dairy cows has never been done in Portugal. The data gathered in this study intended to evaluate culling patterns in Southern Portuguese dairy farms. Data was collected from twenty commercial dairy farms in the south of Portugal milking between 90 and 1100 cows. Data referring to the total of animals culled (n=2476) in 2011 was retrospectively collected from the farms’ records. The variables assessed were: Days in Milking (DEL), age, number of lactation (#Lact), age at first calving, date of culling, reason for culling and destination. The mean age, DEL and #Lact at the time of culling were 5 years, 242 days and 2,97 lactations, respectively. The distribution of the destinations after culling was: 26% died on the farm, 68% were sold for slaughter and 6% were sold to other farms as dairy sale. Mastitis and udder problems (30%), reproductive problems (24%) and lameness (11%) were the most prevalent reasons for culling. Fifty percent of the deaths occurred in the first 39 days post-calving and 26.7% of the culling occurred in the first 60 DEL. When analyzing culling after 5 months in lactation it was shown by a Kaplan-Meier curve that the primiparous stayed longer in the farm when compared to multiparous; after surviving the first 5 months of lactation the average DEL for primiparous culled was 413 compared to 341 for multiparous. The herd turnover and death rates, were assessed in 12 farms, with a mean of 36% (ranging from 28% to 47%) and 9% (ranging from 2% to 25%), respectively. A high number of dairy cows are being culled very soon after calving and at a relatively young age. However, primiparous cows are kept for longer compared to older animals. This might suggest a bigger effort to save these animals conjugated with their higher persistency of the lactating curve. The high levels of death rate, especially in the 60 DEL, shows that a lot of improvement is needed during the transition period and the peri-partum. This sample represents a small part of the Portuguese reality, and is relatively biased by the selection of farms that were required to have organized and reliable data. Nevertheless, it may be considered the first step for further investigation. A more detailed and comprehensive analysis is needed to understand the huge variation between different farms and establish the best management and culling strategies for Portuguese dairy farms.

Dissertação de Mestrado Integrado em Medicina Veterinária

Document Type Master thesis
Language Portuguese
Advisor(s) Stilwell, George Thomas
Contributor(s) Barros, Tiago Miguel Lima da Costa
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Related documents

No related documents