Detalhes do Documento

Evolução diagenética e tectono-sedimentar do carixiano da região de Sagres, bacia algarvia

Autor(es): Ribeiro, Carlos Alexandre da Silva

Data: 2005

Identificador Persistente: http://hdl.handle.net/10174/11303

Origem: Repositório Científico da Universidade de Évora

Assunto(s): Evolução diagenética e tectono-sedimentar do carixiano; Região de Sagres; Bacia algarvia


Descrição

O registo sedimentar do Carixiano (Pliensbachiano inferior, Jurássico inferior) no sector ocidental da Bacia Algarvia é marcado pela ocorrência da Formação de Calcários e calcários dolomíticos com nódulos de sílex, constituída por uma sequência de camadas de calcários, calcários margosos, calcários calciclásticos, calcários bioclásticos, calcários dolomíticos e dolomitos, interestratificados com leitos de cherte e intersectados por nódulos e diques de cherte em grande abundância, e ainda por filões e veios de quartzo. Todos os corpos siliciosos que intersectam os sedimentos estratificados apresentam um notável controlo tectónico, relacionado com a tracção bidireccional de orientações su b-perpend icu lares, relacionadas com as fases de rifting do Atlântico central e do Neo-Tétis ocidental. Os estratos dos sedimentos siliciosos apresentam uma pequena continuidade lateral, com geometria lenticular, evoluindo gradualmente para litologias calcárias de natureza calciclástica e biocalciclástica. Os nódulos de cherte, ocorrem em morfologias irregulares com contactos graduais com as rochas carbonatadas encaixantes, na base da Formação e com formas mais regulares (frequentemente de gotas e gotas invertidas) e com limites bem marcados nas camadas do topo da formação. Os diques de cherte são estruturas planares, bem delineadas, que cortam as litologias carbonatadas e que são abundantes no topo da Formação e raros a inexistentes na porção basal. Para além da transição lateral, gradual que se observa à escala mesoscópica entre os estratos de cherte e os estratos de natureza calciclástica, também se observam evidências de substituição de litologias carbonatadas nos nódulos e diques de cherte. As evidências de substituição de material carbonatado por material siliciosos são claras nas observações em microscopia electrónica de varrimento onde se encontram os percursores, de natureza calcitica, a serem dissolvidos e substituídos por fases siliciosas. Na petrografia óptica convencional esta epigenização não é evidente. /#### ABSTRACT - The Carixian (lower Pliensbachian, Lower Jurassic) of the western sector of the Algarve Basin consists of an alternate sequence of limestones, marly limestones, calciclastic and biocalciclastic limestones, dolomitic limestones and dolostones, interbedded with chert beds and intersected by chert nodules and dikes and quartz dykes and veins. The silica dykes and veins display systematic orientations, i.e. were controlled by the tectonic stretching associated with the earlier rifting phases of the western Neo-Tethys and North Atlantic oceans. The chert layers are lenticular and pass laterally to calciclastic and biocalciclastic original lithologies. The chert nodules, at the base of the Formation, display irregular shapes and show transitional boundaries with the carbonates. Towards the top of the Formation the chert nodules display regular shapes (e.g. drop-like and symmetrical drop-like shapes) and sharp boundaries. The chert dikes are planar, with sharp boundaries, are abundant at the top half of the Formation and rare at the base.

Tipo de Documento Tese de doutoramento
Idioma Português
Contribuidor(es) Dias, Rui Manuel Soares; Terrinha, Pedro António Gancedo
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Documentos Relacionados

Não existem documentos relacionados.