Detalhes do Documento

Do espartilho dos livros de texto à liberdade no desenho dos materiais didáticos

Autor(es): Martins, Júlio Renato Mendes Luís

Data: 2012

Identificador Persistente: http://hdl.handle.net/10216/66523

Origem: Repositório Aberto da Universidade do Porto

Assunto(s): Audiovisual - Utilização em sala de aula; Línguas - Ensino; Recursos didáticos


Descrição

O presente trabalho insere-se no desenvolvimento da Iniciação à Prática Pedagógica do Mestrado em Ensino de Inglês e Espanhol no 3º Ciclo do Ensino Básico e Secundário. O seu objetivo consiste em demonstrar a forma como os manuais didáticos podem ser simultaneamente um recurso valioso mas também um entrave no processo de ensino-aprendizagem e mais concretamente no processo de aquisição de uma língua estrangeira pelos alunos. Foi levada a cabo uma investigação no que se refere às metodologias mais adequadas para desenvolver as competências comunicativas em língua, designadamente as metodologias humanistas, de que fazem parte o Método Comunicativo e o Enfoque por Tarefas. Nesse enquadramento foram analisados os manuais adotados na escola onde foi desenvolvida a atividade profissional durante o ano letivo de 2011/12, e foram desenhadas e propostas atividades alternativas que permitissem aos alunos desenvolver uma aprendizagem mais significativa do ponto de vista da utilização da língua. Como recursos principais destacam-se a importância do grafismo no desenho das atividades didáticas, bem como a importância dos estímulos do som e da imagem no processo de aquisição da língua estrangeira.

Tipo de Documento Dissertação de mestrado
Idioma Português
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Documentos Relacionados

Não existem documentos relacionados.