Detalhes do Documento

Práticas culturais de estrangeiros residentes no concelho de Cascais

Autor(es): Santos, Teresa Cristina Menezes dos

Data: 2012

Identificador Persistente: http://hdl.handle.net/10071/5080

Origem: Repositório do ISCTE-IUL

Assunto(s): Cosmopolitismo; Imigração; Multiculturalismo; Oferta cultural; Práticas culturais; Cascais; Cosmopolitanism; Immigration; Multiculturalism; Cultural offer; Cultural practices


Descrição

O concelho de Cascais tem-se caracterizado como espaço cosmopolita desde o século XIX, quando começou a ganhar popularidade como destino de veraneio, depois de refúgio - durante a II Guerra Mundial - e de exílio da aristocracia europeia. Hoje, nacionalidades tradicionalmente representadas no concelho convivem com fluxos de imigração mais recentes, principalmente do Brasil, dos PALOP e do leste europeu. Este cenário implica desafios para a elaboração de políticas culturais públicas e para os programadores culturais em geral, uma vez que remetem a questões de multiculturalismo acentuadas em Cascais por uma forte vertente turística. Este trabalho investiga de forma qualitativa as práticas culturais de estrangeiros residentes no concelho de Cascais, tendo em vista o cosmopolitismo contemporâneo. Dez estrangeiros foram entrevistados e um questionário sobre os eventos recorrentes e equipamentos culturais do concelho de Cascais foi aplicado. A análise deste material revela os aspetos que mais influenciam o conjunto de práticas culturais dos estrangeiros e a sua relação com a oferta cultural autárquica. Adicionalmente, percebe-se como os estrangeiros alimentam a oferta local de atividades, serviços e mediações multiculturais.

The municipality of Cascais has been characterized as a cosmopolitan space since the nineteenth century, when it began to gain popularity as a vacation destination, place of refuge - during the Second World War – and exile for the European aristocracy. Today, nationalities which have been long represented in the municipality coexist with the latest immigration flows, mainly from Brazil, from the Portuguese-speaking African countries (so-called PALOP) and from Eastern Europe. This scenario implies challenges to the development of public cultural policies and to cultural programming in general, as they relate to issues of multiculturalism, stressed by Cascais' strong tourism component. The present work of qualitative research investigates the cultural practices of foreign residents in the municipality of Cascais, in view of the contemporary cosmopolitanism. Ten foreigners were interviewed and a questionnaire about Cascais' cultural venues and recurrent events was administered. The analysis of this material reveals which aspects have the most influence on the foreigners' set of cultural practices and their approach to the municipal cultural offer. Additionally, it is perceived how foreigners feed the local offer of multicultural activities, services and mediations.

Tipo de Documento Dissertação de mestrado
Idioma Português
Orientador(es) Neves, José Soares
Contribuidor(es) Santos, Teresa Cristina Menezes dos
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Documentos Relacionados

Não existem documentos relacionados.