Detalhes do Documento

Hipertiroidismo: Estudo de uma população de doentes hipertiroideus numa perspectiva psicossomática

Autor(es): Costa, Rogério Aurélio das Neves

Data: 2002

Identificador Persistente: http://hdl.handle.net/10400.12/459

Origem: Repositório do ISPA - Instituto Universitário

Assunto(s): Psicossomática; Hipertiroidismo; Instrumentos; Família; Psychosomatics; Hyperthyroidism; Family


Descrição

O objectivo do presente trabalho é a caracterização de uma população sofrendo de hipertiroidismo, avaliada numa perspectiva multidimensional, que inclui as vertentes biológica, comportamental e relacional. Na Primeira Parte da dissertação é feita uma revisão temática do hipertiroidismo e dos contributos teóricos adquiridos ao longo das formações nas áreas da Medicina Familiar e da Psicossomática. Nesta revisão mereceram destaque a influência patogénica dos acidentes de vida no desencadear de diversas doenças, nomeadamente o hipertiroidismo; a relevância do padrão comportamental; o valor do cortisol salivar como marcador da doença psicossomática e a importância da função do imaginário na manutenção da homeostase. A Segunda Parte contempla o trabalho de campo, a discussão e as conclusões. Foram estudados 32 doentes sofrendo de hipertiroidismo, os quais correspondem a uma amostra de conveniência obtida a partir das listas de utentes de 6 Clínicos Gerais do Centro de Saúde de Évora. Sendo uma amostra de conveniência, a análise estatística ficou limitada ao estudo das frequências. Os dados relativos à doença e à respectiva evolução foram retirados dos processos clínicos individuais. A todos os doentes alvo de estudo foi aplicado um questionário, elaborado pelo Autor, onde constavam os dados sociológicos e os registos dos vários parâmetros avaliados, entre os quais aqueles que permitiam caracterizar a função do imaginário. Os parâmetros de actividade da doença tiroideia foram determinados a partir dos valores plasmáticos das hormonas tiroideias. O padrão comportamental foi avaliado de acordo com a escala de Botner. O cortisol salivar foi doseado por Técnica Coat-A-Count (RIA). Os acidentes de vida foram medidos com base na escala de Holmes e Rahe. As hipóteses colocadas eram que os doentes com hipertiroidismo tinham um padrão comportamental compatível com o comportamento do tipo A; que tinham um ritmo circadiano do cortisol salivar diferente do normal; que se verificariam alterações a nível do funcionamento do imaginário; que no ano anterior ao aparecimento da doença tinham sofrido acidentes de vida importantes. A análise das frequências permitiu verificar que o comportamento tipo A estava presente num número significativo de doentes; que o ritmo circadiano do cortisol salivar não se afastava dos parâmetros da normalidade, quer se tratasse de doentes em fase activa da doença ou já compensados; que a nível da função do imaginário, a insónia5 atingindo quase 50 % dos doentes era o factor mais representado; finalmente, a nível dos acidentes de vida, a perda de um familiar próximo ocorreu em 34,4% dos doentes estudados.

Dissertação de Mestrado em Psicossomatica

Tipo de Documento Dissertação de mestrado
Idioma Português
Orientador(es) Pedro, António Francisco Mendes
Contribuidor(es) Costa, Rogério Aurélio das Neves
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Documentos Relacionados

Não existem documentos relacionados.