Detalhes do Documento

Fatores de mudança psicoterapêutica em psicoterapia existencial: A perspetiva do paciente

Autor(es): Fontoura, Carlos Manuel de Lima

Data: 2017

Identificador Persistente: http://hdl.handle.net/10400.12/5801

Origem: Repositório do ISPA - Instituto Universitário

Assunto(s): Investigação em psicoterapia; Psicoterapia existencial; Fatores de mudança psicoterapêutica; Perspectiva do paciente; Método fenomenológico; Psychotherapy research; Existential psychotherapy; Psychotherapeutic change factors; Patient perspective; Phenomenological method; Domínio/Área Científica::Ciências Sociais::Psicologia; Domínio/Área Científica::Ciências Sociais::Psicologia; Domínio/Área Científica::Ciências Sociais::Psicologia


Descrição

Objetivo: No âmbito da abordagem fenomenológico-existencial, este estudo tem como principal objetivo recolher as perspetivas do paciente para permitir, no final da terapia, compreender e avaliar os fatores de intervenção psicológica que contribuíram para as mudanças psicoterapêuticas. Método: Realizou-se uma análise aprofundada das características de nove participantes que frequentaram um total de sessões de psicoterapia de base existencial que variou entre dezoito e cento e oitenta e cinco sessões terapêuticas, com a periodicidade de uma vez por semana, um intervalo de duração entre seis meses e quatro anos, e cujo término da terapia à data da recolha dos dados se situou entre um dia e mais de três anos. Os instrumentos utilizados foram um questionário com duas dimensões, a sociodemográfica e a intervenção psicológica, e a realização duma entrevista qualitativa fenomenológica, semiestruturada, com base no objeto de estudo. Estes dados foram analisados de acordo com a metodologia fenomenológica de Giorgi (2009). Resultados: Verificou-se satisfação com os resultados terapêuticos decorrentes de seis mudanças psicoterapêuticas identificadas pelos participantes: maior consciencialização de padrões pessoais ou cognitivos; maior predisposição para estarem atentos a si e à sua vida; mais significados e sentimentos positivos na vida; sentimento de mais confiança em si próprio; facilitação dos processos de tomada de decisão; e aumento do bem-estar psicológico. Estas mudanças ocorreram devido a determinados fatores de intervenção psicológica associados à relação terapêutica e ao efeito das intervenções do terapeuta. Conclusão: Este tipo de investigação ainda é recente e, apesar da identificação de algumas limitações do estudo, considera-se que os objetivos propostos foram alcançados e que os resultados vão de encontro à literatura consultada. Assim, pensamos que oferecemos um contributo à comunidade científica, ajudando a uma melhor adaptação e melhoria das intervenções terapêuticas.

Aim: In the context of existential-phenomenological therapy the main aim of this study is to gather information by the end of the therapy from the patient’s point of view to understand and assess psychological intervention factors that contributed to psychotherapeutic changes. Method: This study makes a deep analysis of the characteristics of nine participants who attended a number of existential therapeutic sessions varying between eighteen and a hundred and eighty-five, on a weekly basis, extending from six months to four years, ranging between one day and more than three years from the end of the therapy and the day data were collected. The instruments used were a two dimension questionnaire, sociodemographic and psychological intervention, and a semi-structured, phenomenological and qualitative interview according to the subject of study. These data were analyzed on the basis of the phenomenological method of Giorgi (2009). Results: There was satisfaction with the therapeutic results derived from six psychotherapeutic changes identified by the participants: higher awareness of personal and cognitive patterns; better disposition to know themselves and their lives; more positive feelings and meanings in life; more confidence feelings about themselves; simplification of the decision taking procedures; and an increase of their psychological well-being. These changes happened due to specific psychological intervention factors related with the therapeutic relationship and the effect of the therapist`s intervention. Conclusion: This type of investigation is still recent, and despite the identification of some limitations, it is considered that the goals set up for this study have been achieved, and the results obtained are in accordance with the consulted studies. Thus, we think that we may give an input to the scientific community, helping to achieve a better adaptation and improvement of therapeutic interventions.

Dissertação de Mestrado apresentada no ISPA – Instituto Universitário, Ciências Psicológicas Sociais e da Vida, para obtenção do grau de Mestre na especialidade de Psicologia Clínica, conforme

Tipo de Documento Dissertação de mestrado
Idioma Português
Orientador(es) Sousa, Daniel Cunha Monteiro de
Contribuidor(es) Fontoura, Carlos Manuel de Lima
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Documentos Relacionados

Não existem documentos relacionados.