Detalhes do Documento

Arquitectura multisensorial : percepção, sensação e sentidos

Autor(es): Madeira, Nuno Alexandre Godinho, 1985-

Data: 2013

Identificador Persistente: http://hdl.handle.net/11067/2904

Origem: Lusíada - Repositório das Universidades Lusíada

Assunto(s): Arquitectura - Aspectos psicológicos; Arquitectura - Factores humanos; Fenomenologia


Descrição

Partindo da constatação que a arquitectura moderna teve uma abordagem analítica e cientifica, levando a uma perda de carácter do edifício e das qualidades de identificação do Homem com o Lugar, houve uma crescente falha ao não ter sido tomado em conta, os factores essênciais que dão significado ao ambiente construído, desde a percepção, os sentidos, à própria relação do corpo com o espaço. A dissertação pretende criar uma argumentação teórica para a importância de uma experiência multisensorial na arquitectura, acreditando que, ultimamente resultará numa relação e entendimento enriquecido e único entre utilizador – obra, que irá influênciar positivamente os seus utilizadores. Esta hipótese construir-se-á a partir de alguns fundamentos teórico-filosóficos e fenomenológicos, de autores de referência dos últimos séculos, e de algumas descobertas cientificas no campo da neurociência. Teve por base o estudo de projectos, como Convento de La Tourette, Termas de Vals, Piscinas de Leça e o Museu Serralves, cuja estratégia resulta numa experiência positiva, multisensorial e única, entre a obra e o seu utilizador.

Dissertação de mestrado integrado em Arquitectura, Universidade Lusíada de Lisboa, 2013

Exame público realizado em 30 de Outubro de 2013

Tipo de Documento Dissertação de mestrado
Idioma Português
Orientador(es) Hipólito, Fernando Manuel Domingues, 1964-
Contribuidor(es) Madeira, Nuno Alexandre Godinho, 1985-
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Documentos Relacionados

Não existem documentos relacionados.