Detalhes do Documento

O universo associativo no concelho de Loulé - formas de interacção entre a Câmara Municipal e as suas Associações: estudo de caso

Autor(es): Guerreiro, Carina Castanheira

Data: 2011

Identificador Persistente: http://hdl.handle.net/10400.1/1676

Origem: Sapientia - Universidade do Algarve

Assunto(s): Associativismo; Desenvolvimento local


Descrição

A presente dissertação, que incide sobre a problemática do Associativismo Local e Municipal, tem como objectivo analisar e compreender as formas de relação que o poder local estabelece com as Associações. No actual quadro de governança local, os municípios assumem responsabilidades crescentes, adquirindo um papel chave na coordenação dos grupos existentes no território. Neste sentido, pretende-se construir uma tipologia do relacionamento da Câmara com as Associações: trata-se de saber se o seu papel se resume à atribuição de subsídios ou se, por outro lado, consiste num trabalho de apoio continuado. Começamos com uma abordagem teórica ao tema. Em primeiro lugar, os principais contributos teóricos sobre o tema do associativismo e o seu papel nas estratégias de desenvolvimento local e, num capítulo seguinte reflecte-se sobre as novas formas de governação, as alterações ocorridas e, ainda, os novos instrumentos de governação municipal. _ O trabalho de pesquisa, que recaiu sobre o Concelho Louletano, foi suportado pelos métodos qualitativo e quantitativo, recorrendo a diferentes técnicas de recolha de dados: inquérito por questionário, entrevista e análise documental. _ Os resultados confirmam as hipóteses de partida, isto é, o Associativismo Louletano está muito dependente dos subsídios atribuídos pela Câmara, subsídios que são pouco objectivos e criteriosos, existindo o risco de alguma arbitrariedade. Paradoxalmente, assiste-se a um aumento do número de associações, mas ao mesmo tempo, a uma diminuição da participação pública. Podemos concluir, pois, que na ausência de uma definição estratégica municipal, o Movimento Associativo Louletano não é parte integrante das politicas públicas locais. Esta é, afinal a característica mais relevante das políticas públicas locais de primeira geração.

Dissertação de mest., Administração e Desenvolvimento Regional, Faculdade de Economia, Univ. do Algarve, 2011

Tipo de Documento Dissertação de mestrado
Idioma Português
Orientador(es) Covas, António; Almeida, António Fragoso de
Contribuidor(es) Guerreiro, Carina Castanheira
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo