Detalhes do Documento

Saúde, bem-estar e acontecimentos de vida negativos em adolescentes imigrantes

Autor(es): Revés, Sílvia Maria Tomé de Sousa

Data: 2011

Identificador Persistente: http://hdl.handle.net/10400.1/3121

Origem: Sapientia - Universidade do Algarve

Assunto(s): Imigração; Saúde; Bem-estar; Acontecimentos de vida negativos


Descrição

Este trabalho de investigação teve como principal objectivo o estudo descritivo e analítico da saúde, bem-estar e acontecimentos de vida negativos em adolescentes imigrantes e nativos. Pretendeu-se perceber a relação entre imigração, saúde, bem-estar e os acontecimentos de vida negativos. Contou com a participação de 62 adolescentes, imigrantes e nativos residentes no Algarve, com idades compreendidas entre os 11 e os 18 anos. Foram utilizados os seguintes instrumentos: questionário de dados sócio-demográficos; o Kidsreen 52 - Versão portuguesa para crianças e adolescentes (Gaspar & Matos, 2008) e a versão portuguesa do Acontecimientos Vitales Estresantes (Oliva, Jiménez, Parra, & Sanchez-Queija, 2008). Os resultados sugerem que os jovens imigrantes apresentam uma pior qualidade de vida percebida, associada a um maior número acontecimentos de vida negativos inerentes ao processo migratório. O nível socioeconómico mais baixo, as precárias condições laborais e de habitação, os rendimentos reduzidos, a exclusão social e a ausência de redes de apoio, podem ser factores que contribuem para a situação desfavorável deste grupo. Neste sentido sugere-se a realização de estudos que possam contribuir com pistas para delinear programas de intervenção que promovam um maior apoio social por parte da comunidade no país de acolhimento.

Dissertação de mest., Psicologia Clínica e da Saúde, Faculdade de Ciências Humanas e Sociais, Univ. do Algarve, 2011

Tipo de Documento Dissertação de mestrado
Idioma Português
Orientador(es) Nunes, Cristina
Contribuidor(es) Revés, Sílvia Maria Tomé de Sousa
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Documentos Relacionados