Detalhes do Documento

Estudo sobre a auto-estima em adolescentes dos 12 aos 17 anos

Autor(es): Feliciano, Inês Paulo

Data: 2010

Identificador Persistente: http://hdl.handle.net/10400.6/2581

Origem: uBibliorum

Assunto(s): Auto-estima; Adolescentes


Descrição

A adolescência é um período de transição que acarreta muitas mudanças (e.g. físicas, sociais e emocionais), sendo uma etapa do ciclo vital fundamental para a formação da identidade. Por conseguinte, uma auto-estima saudável constitui um bom preditor de uma adequada adaptação a estas transições. Participaram no estudo 360 adolescentes com idades compreendidas entre os 12 e os 17 anos do interior do país. A auto-estima dos participantes foi avaliada utilizando a Escala de Auto-Apreciação Pessoal ou Auto-Estima (α=0,93). Os objectivos foram: a) comparar os valores de auto-estima nos três grupos etários formados, correspondentes a diferentes fases da adolescência (adolescência inicial, adolescência intermédia e adolescência final); b) averiguar a existência de diferenças ao nível da auto-estima na adolescência mediante o género, o contexto social, a existência de reprovações, o número de reprovações, a intenção futura de tirar um curso superior, a prática desportiva, o desporto praticado, o tipo de prática e as horas semanais praticadas. Os adolescentes revelaram uma auto-estima tendencialmente inferior ao valor mediano. Foram encontradas diferenças estatísticas foram significativas para todas as variáveis com excepção da intenção futura de tirar um curso superior. Os adolescentes que apresentaram uma auto-estima mais elevada foram os mais velhos, os do género masculino, do contexto urbano, os que frequentavam o 11º ano, os que reprovaram mais vezes, revelaram intenção futura de tirar um curso e praticavam desporto, particularmente os que praticavam futsal, mais horas e/ou em competição.

Adolescence is a period of transition that brings many changes (e.g. physical, social and emotional), and it´s a fundamental stage in the life cycle for the formation of identity. Therefore, a healthy self-esteem is a good predictor of adequate adaptation to these transitions A sample of 360 adolescents between 12 and 17 years old from the center of the country was collected. Self-esteem of participants was assessed using the Escala de Auto-Apreciação Pessoal ou Auto-Estima (α=0,93). The objectives were: a) compare the values of self-esteem in the three formed groups with different ages, corresponding to different stages of adolescence (early adolescence, middle adolescence and final adolescence), b) verifying the existence of differences in self-esteem of adolescents by gender, social context, existence of failures, number of failures, future intention of taking a degree course, sport practice, sport practiced, type of practice and the hours practiced for week. The adolescents showed a self-esteem that tends to be lower than the median value. Statistical differences were significant for all variables except the future intention of taking a degree course. Adolescents with higher self-esteem were older, male, from the urban context, attended the 11th grade, failed more often, revealed future intention of take a degree course and practiced sport, particularly those who practiced football of five players, more hours for week and/or practiced sports in competition.

Tipo de Documento Dissertação de mestrado
Idioma Português
Orientador(es) Afonso, Rosa Marina Lopes Brás Martins
Contribuidor(es) Feliciano, Inês Paulo
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Documentos Relacionados