Detalhes do Documento

Consciência cultural no trabalho das ONGD em Moçambique:dilemas e escolhas

Autor(es): Roborg-Söndergaard, Sofia Barreto Leitão

Data: 2016

Identificador Persistente: http://hdl.handle.net/10400.5/11530

Origem: Repositório da UTL

Assunto(s): Consciência cultural; Tradução cultural; Conhecimento local; ONGD; Responsabilidade cultural; Cultural awareness; Cultural translation; local knowledge; NGO; Cultural responsibility


Descrição

Este trabalho parte de uma experiência pessoal vivida em Moçambique (2003-2011). As atividades, vivências, interações e observações feitas ao longo deste período serviram de base para uma reflexão sobre a consciência cultural. O trabalho de duas ONGD na área do combate ao HIV-sida é o contexto para essa reflexão. Estas organizações enfrentam dilemas que as obrigam a fazer escolhas nem sempre simples. Importa perceber a forma como o trabalho de desenvolvimento realizado nesta área incorpora o conhecimento local e os processos através dos quais traduz uma consciência cultural. A reflexão aborda a questão de a consciência cultural, ou a ausência dela, poder ser reflexo do mundo global e economicista em que vivemos. Se a cultura é hoje vista quase exclusivamente como bens e serviços culturais, dificilmente ela será integrada no trabalho de desenvolvimento realizado com as populações locais. Longe de a vermos como um obstáculo, argumenta-se que a cultura pode ser um verdadeiro aliado natural. Numa perspetiva de futuro, sugere-se a criação de programas de consciência cultural que promovam maior reflexividade ou tradução cultural, para uma atuação mais consciente e responsável. Sugere-se também a incorporação de conhecimento sócio-antropológico, especificamente na área da consciência cultural, no quadro das políticas de saúde.

This research originates from a personal experience in Mozambique (2003-2011). The activities experiences, interactions and observations made during this period form the basis for a reflection on cultural awareness. The work of two NGOs working in the HIV-AIDS sector is the context for this reflection. These organizations face dilemmas which requires them to make choices that are not always simple. It is important to understand how development work carried out in this area incorporates local knowledge and through which processes that work translates a cultural awareness. The research addresses cultural awareness, or the lack of it, as a reflection of the global and economic-based world we live in. If culture is seen nowadays as almost exclusively cultural goods and services, it is unlikely to be integrated in the work carried out with local populations. Far from an obstacle, this research argues that culture can be a natural ally. With a perspective for the future, suggestion is made to establish cultural awareness programmes that promote a higher reflection or a cultural translation, thus allowing for a more aware and responsible way of operating. Suggestion is also made to incorporate socio-anthropological knowledge, specifically in the area of cultural awareness, within health policy-making.

Dissertação de Mestrado em Estudos Africanos

Tipo de Documento Dissertação de mestrado
Idioma Português
Orientador(es) Seixas, Paulo Castro
Contribuidor(es) Roborg-Söndergaard, Sofia Barreto Leitão
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Documentos Relacionados

Não existem documentos relacionados.