Detalhes do Documento

A proporção corporal como factor adaptativo : comprimento relativo do membro inferior e o gasto energético de repouso

Autor(es): Silva, Catarina Santos

Data: 2016

Identificador Persistente: http://hdl.handle.net/10400.5/13188

Origem: Repositório da UTL

Projeto/bolsa: info:eu-repo/grantAgreement/FCT/3599-PPCDT/113156/PT ;

Assunto(s): Proporção corporal; Comprimento relativo do membro inferior; Gasto energético de repouso; Análise de moderação; Questionário de actividade física; Acelerometria; Validação; PAL; MET; Bland-Altman; Body proportion; Relative leg length; Resting energy expenditure; Moderation analysis; Physical activity questionnaire; Accelerometry; Validation; Domínio/Área Científica::Ciências Médicas::Ciências da Saúde; Domínio/Área Científica::Ciências Médicas::Ciências da Saúde; Domínio/Área Científica::Ciências Médicas::Ciências da Saúde


Descrição

A presente tese contempla dois estudos e baseou-se nos dados recolhidos no âmbito do projecto de investigação Impacto do desporto federado, do desporto escolar e da actividade física regular feita após o horário escolar no estilo e qualidade de vida das crianças e dos adolescentes (6 a 11 anos) em função da sua idade óssea, um estudo transversal com duração de 3 anos, financiado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT) (PTDC/DES/113156/2009). O primeiro estudo investigou o papel do comprimento relativo do membro inferior na relação entre a massa livre de gordura e o gasto energético de repouso numa amostra de adolescentes (n = 611, 13.63 ± 1.87 anos). Estimou-se o comprimento relativo do membro inferior através da estatura e altura sentado [CRMI = (estatura - altura sentado)/estatura] e o gasto energético de repouso utilizando a equação de Müller. Identificou-se um efeito moderador do comprimento relativo do membro inferior através de um modelo de regressão linear múltipla (β = - 0.016; SE = 0.005; p = .003). A análise de covariância mostrou que adolescentes com um comprimento relativo do membro inferior superior têm um maior gasto energético de repouso por quilograma de massa livre de gordura [F(2,607) = 6.001; R2 = .114; p = .003]. O segundo estudo focou-se na validação relativa do Nível de Actividade Física (PAL) obtido através do Questionário Biossocial e para Avaliação das Rotinas de Vida Diárias em Crianças e Adolescentes, utilizando o ActiGraph GT3X como método de comparação. Analisou-se, igualmente, o impacto da inclusão das actividades durante os períodos de não utilização na qualidade dos dados da acelerometria. Uma amostra de 127 adolescentes (14.24 ± 1.95 anos) utilizou o ActiGraph durante cinco dias consecutivos (dois de fim-de-semana) e registou a duração e percepção de esforço de actividades realizadas fora dos períodos de utilização do acelerómetro. A mesma amostra preencheu o questionário RAPIL II, que incluía a duração e frequência de um largo conjunto de actividades semanais. A análise Bland-Altman baseada na regressão mostrou que a diferença média entre métodos foi de - 1.050 + 0.689PALmédio (LOA = - 0.71298 + 0.18962PALmédio, - 1.38702 + 1.18838PAL médio) e - 1.031 + 0.654PALmédio (LOA = - 0.33236 - 0.11106PALmédio, - 1.72964 + 1.41906PALmédio), incluindo ou excluindo da análise as actividades nos períodos de não utilização. O RAPIL II é válido em contexto populacional, apresentando uma boa concordância com o ActiGraph GT3X, mas não em contexto de avaliação individual. Deve ser considerada a inclusão das actividades em períodos de não utilização do acelerómetro. Ambos os estudos abrem novos caminhos para futura investigação, quer no respeitante ao papel da proporção corporal na estimação das necessidades energéticas, quer na avaliação epidemiológica do Nível de Actividade Física, através de um método acessível e pouco dispendioso.

The present thesis comprises two studies and was based on the data collected under the research project The impact of regular competitive sport, extracurricular school-based sport and out-of-school time physical activities on lifestyle and quality of life of children and adolescents (11 to 16 years old) considering their bone age, a 3-year cross-sectional study sponsored by the Science and Technology Foundation (FCT) (PTDC/DES/113156/2009). The first study investigated the role of relative leg length on resting energy expenditure-to-fat-free mass relationship in a sample of adolescents (n = 611, 13.63 ± 1.87 years). Relative leg length was estimated through height and sitting height [RLL = (height - sitting height)/height], and resting energy expenditure using Müller equation. A moderation effect of relative leg length was identified through a multiple linear regression model (β = - 0.016; SE = 0.005; p = .003). Analysis of covariance showed that adolescents with higher relative leg length have higher resting energy expenditure by kilogram of fat-free mass [F(2,607) = 6.001; R2 = .114; p = .003]. The second study focused on the relative validation of Physical Activity Level (PAL) obtained with the Biosocial and Daily Life Routines Questionnaire for Children and Youth (RAPIL II), using ActiGraph GT3X as comparison method. It was also analyzed the impact of including non-wear time activities on the accelerometry data quality. A sample of 127 adolescents (14.24 ± 1.95 years) used the ActiGraph GT3X during five consecutive days (two weekend days), and recorded the duration and perceived exertion of non-wear time activities. The same sample completed the RAPIL II questionnaire, which included the duration and frequency of a large set of week activities. Bland-Altman regression analysis showed a mean difference between methods of -1.050+0.689MeanPAL (LOA = -0.71298+0.18962MeanPAL, -1.38702+1.18838MeanPAL) and -1.031+0.654MeanPAL (LOA = -0.33236-0.11106MeanPAL, - 1.72964+1.41906MeanPAL) when non-wear time activities were included or excluded from analysis. RAPIL II is valid on a population basis, presenting good agreement with ActiGraph GT3X, but not for individual evaluation purposes. Consideration should be given to the inclusion of non-wear time activities. Both studies open new paths for future research, either regarding the role of body proportion in energy requirements estimation, or the epidemiological assessment of Physical Activity Level through an accessible and low-cost method.

Tipo de Documento Dissertação de mestrado
Idioma Português
Orientador(es) Fragoso, Maria Isabel Caldas Januário
Contribuidor(es) Silva, Catarina Santos
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Documentos Relacionados

Não existem documentos relacionados.