Detalhes do Documento

Stress e Burnout na Classe Docente

Autor(es): Braz, Micaela Nogueira

Data: 2013

Identificador Persistente: http://hdl.handle.net/10400.6/2660

Origem: uBibliorum

Assunto(s): Coping; Stress


Descrição

O presente estudo pretende avaliar stress e burnout, identificando qual o grupo de professores que mais experiencia Stress Ocupacional e/ou Burnout, tendo como variáveis independentes, a faixa etária dos docentes e os anos de serviço. Participaram no estudo 139 professores de vários grupos disciplinares, a lecionar desde o pré-escolar ao ensino secundário, sendo 82% dos participantes do sexo feminino e 17,3% do sexo masculino. As idades variaram entre os 30 e os 64 anos, com uma média de praticamente 50-54 anos. A média de anos de serviço variou entre 5 e 39 anos (M=25). Verificamos que a maioria dos professores, (48,2%) lecionam mais do que um nível de ensino. Relativamente aos outros níveis de ensino, 14.4% lecionam apenas o 2º ciclo, 13,7% o 1ºciclo, 5,8% o secundário, 4,3% os cursos profissionais e por fim, 3,6% o pré-escolar. Para recolha de dados foram utilizados vários instrumentos, um questionário sócio-demográfico, o Questionário de Stresse nos Professores (QSP) e o questionário SMBM/MBSM, desenvolvido com o objetivo de avaliar os níveis de “burnout” (esgotamento) no trabalho. Os resultados obtidos apontam para a existência de diferenças estatisticamente significativas nas variáveis independentes faixa etária e anos de serviço tanto a nível das variáveis fadiga física bem como ao nível do stress. Assim conclui-se que as variáveis independentes faixa etária e anos de serviço apresentam-se como variáveis relevantes para um melhor conhecimento sobre stress e burnout na classe docente, pelo que se espera que este estudo possa servir de sensibilização e reflexão para as instituições educativas e patronais para a importância duma melhoria na qualidade de vida dos seus docentes, enriquecendo o ambiente de trabalho. A este propósito, Jesus (2005) defende a formação de professores como um campo de investigação e de intervenção essencial para a promoção e implementação de medidas e estratégias preventivas promotoras do bem-estar docente.

Tipo de Documento Dissertação de mestrado
Idioma Português
Orientador(es) Simões, Maria de Fátima de Jesus
Contribuidor(es) Braz, Micaela Nogueira
facebook logo  linkedin logo  twitter logo 
mendeley logo

Documentos Relacionados